Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
06
set
2021

Evite viagens desnecessárias; mas se for com recurso público está tudo bem

Opinião

Editorial: As novas variantes do COVID-19, parecem ter um efeito nada animador para o sistema público de saúde de Rondônia. Apesar do teatro encenado pelo secretário de saúde estadual, que já se mostrou um excelente ator, de fato o estado encontra-se com problemas para conseguir leitos para todos que precisam.

Não é forçoso lembrar, que tiveram mais de 365 dias para se organizarem, mas tal como a população, o estado subestimou a doença, a diferença é que eles, os políticos, foram eleitos e são muito bem remunerados para cuidar do povo. Falharam.

E quando o assunto é pandemia e recomendações, não falta culpa para a sociedade, pela primeira vez em muitos anos, os políticos sentem-se no direito de culpar a população pela ineficiência deles, e o pior que muitos concordam, assistem calados, tudo em nome da “ciência”.

Nesta toada, em que o cidadão é o culpado e eles tentam salvar vidas, nossos representantes estão viajando constantemente para Porto Velho e Brasília, fazem como se normal fosse viajar com tanta frequência em tempos de pandemia, “perderam” a vergonha que nunca tiveram.

As fotos e vídeos divulgados quase que diariamente, demonstram a falta de empatia destes para com os seus. Em tempos de pandemia, em que o mundo aprendeu a se comunicar via rede sociais e por vídeos, nossos políticos continuam fazendo questão de gastar recursos públicos com viagens, lá tomam um café com o deputado ou senador, e discutem como salvar suas vidas, não a sua cidadão, mas a deles enquanto figuras públicas. Será que ficam de quarentena quando voltam? Será?

Fique em casa, a eleição é ano que vem.

Notícias Relacionadas