Publicidade

Publicidade

Fhemeron utiliza redes sociais para alcançar doadores de sangue em Rondônia; baixo estoque é preocupante

0
Real Turismo

Com foco na fidelidade, atração e captação de novos doadores, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron) utiliza grupos de WhatsApp para melhorar a comunicação e aumentar as doações de bolsas de sangue. A ideia parte de colaboradores voluntários, juntamente com a equipe institucional.

Atualmente, a Fhemeron conta com dois grupos de mensagens instantâneas, e com a rede social Facebook, para alavancar as doações. Mais de 100 pessoas fazem parte do grupo de mensagem. Com isso, mesmo que esqueça o dia de doar, ou caso tenha alguma dúvida em relação às doações, questão de locomoção, e outros detalhes, a pessoa pode entrar em contato com o Hemocentro.

O principal objetivo é ter uma comunicação mais eficiente e fazer com que os doadores se sintam importantes e sempre motivados. “Ter uma interação com o doador é de suma necessidade, eles gostam de saber que têm alguém dando atenção, se importando com eles, gostam de serem elogiados, que sejam lembrados quanto aos dias de doações, e fazê-los lembrar de que são peças fundamentais para salvar vidas”, explica a assistente social, Maria Luiza.

João Aramayo é um voluntário e idealizador que ajuda alimentar um dos grupos de redes sociais. A interação e dedicação começaram há dois anos. “Quando criei o grupo, a ideia era deixar o doador fidelizado e tentar acompanhá-lo, sempre deixando o público envolvido, até na captação de novos doadores”.
Com o aplicativo de mensagem, o paciente é mais atencioso para falar com a equipe Fhemeron. “Se nós ligarmos para os doadores, muitas vezes a pessoa não conhece o número, assim, eles não atende. Mas basta mandar uma mensagem via WhatsApp Institucional que somos atendidos na mesma hora”, enfatiza a Assistente Social.

Daniel Silva é um dos doadores quem fazem parte do grupo de redes sociais da Fhemeron, para ele o grupo é importante para estar sempre atualizado. Hoje ele veio para doar Plaquetas pela primeira vez. “Com o grupo estamos por dentro das novidades e sempre atualizado, lá tem interação, as pessoas são parabenizadas pelas iniciativas, eles avisam sobre o estado em que se encontra Hemocentro, e a situação dos próprios doadores.”

Assis Marques já é doador há mais de dez anos e, agora, que ficou sabendo dessa interação nas redes sociais, gostou da ideia e quer fazer parte do grupo. “Tenho o maior prazer em ajudar as pessoas, agora estou na fila para doar medula óssea também, com o grupo fica mais fácil saber quando doar e interagir com outros doadores”.

A Fhemeron está movimentando os grupos frequentemente, e com o estoque baixo de sangue (O-) o trabalho nas redes sociais está intensificado, servindo como uma forma ponte para captar mais doadores.

Doar sangue é um ato de solidariedade e amor. A doação é 100% voluntária e pode beneficiar qualquer pessoa. Doe Sangue regularmente, uma doação pode beneficiar até quatro pessoas. Tem sempre alguém precisando de você.

CRITÉRIOS PARA DOAÇÃO

– Basta ter: idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal);
– Pesar no mínimo 50 kg;
– Estar alimentado. Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação. Caso seja após o almoço;
– Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
– Apresentar documento de identificação com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista e Carteira Profissional emitida por classe).

IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS

– Gripe, resfriado e febre: aguardar sete dias após o desaparecimento dos sintomas;
– Período gestacional;
– Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;
– Amamentação (até 12 meses após o parto);
– Ingestão de bebidas alcoólica (aguardar 12 horas após o consumo);
– Tatuagem/maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
– Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses;
– Ter estado exposto a situações de risco acrescido para doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após a exposição).
CRITÉRIOS DEFINITIVOS DE IMPEDIMENTO
– Ter passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade;
– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
– Uso de drogas ilícitas injetáveis.
Caso tenha alguma dúvida você pode contatar a Fhemeron por meio do número(69) 8464-0125, ligação/WhatsApp.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais