Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
13
out
2021

Fio de alta tensão cai e mais de 10 cabeças de gado morrem eletrocutadas em sítio de Rondônia

Após um fio de alta tensão cair na cerca de uma propriedade rural, 10 vacas e um touro morreram eletrocutados em Alto Paraíso (RO) na última segunda-feira (11). Segundo o produtor Matheus Amaro, o prejuízo ultrapassa o valor de R$ 70 mil.

Ao g1, Matheus, abalado pela perda do gado, contou que por falta de manutenção da companhia de energia elétrica em um dos postes que passa próximo a propriedade dele, o fio de alta tensão caiu.

Na manhã da segunda, antes do produtor começar a trabalhar, ele começou a ouvir os berros dos animais que estavam morrendo eletrocutados.

As vacas estavam triscando no fio e morrendo. Acordei com os berros dos meus animais e eu não poderia fazer nada, pois tudo em volta estava energizado”, lamenta.

Segundo Matheus, o problema com os postes de energia já haviam sido repassados à concessionária de energia.

“Há alguns dias a gente notou que tinha risco do fio cair. Foi quando fizemos a primeira ocorrência. Os fiscais da Energisa vieram e tiraram fotos. Fiz outra ocorrência e eles não vieram. Fiz uma terceira, aí vieram, mas não tive resposta quanto a mudança do poste”.

Depois do gado morto, o produtor conta que uma equipe da empresa compareceu no local e trocou o poste.

“A gente até tentou tirar o gado do pasto, prevendo que possivelmente o fio caísse. Ontem estava programado para remanejar o gado, mas não deu”.

A Energisa informou que abriu um procedimento para apurar as circunstâncias do acidente. Com as informações, a empresa entrará em contato com o produtor para repassar as regras de ressarcimento de danos do setor elétrico.

O produtor relata que a dor emocional ultrapassa a financeira. “Não foi só a perda material, mas os danos que a gente fica por conta do gado, que é manso, que a gente trata no cocho. Vacas todas selecionadas e de alto padrão. O produtor que sai perdendo”, lamenta.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas