Publicidade

Publicidade

Publicidade

Fórum Amazônia+21 em Porto Velho é apresentado para autoridades em Brasília

O evento tem o objetivo promover a criação de novos modelos sustentáveis de desenvolvimento para a região

0
Real Turismo

“A Prefeitura de Porto Velho, a Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero) apoiada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), ousam em criar um imenso projeto sobre a Amazônia e as suas alternativas econômicas e sociais, transformando a floresta em prática de riqueza”, destacou o senador Confúcio Moura (MDB/RO), durante o lançamento do projeto Amazônia+21, nesta quarta-feira (30), na sede da CNI, em Brasília.

O senador acredita que o evento, a ser realizado nos dias 5 a 8 maio de 2020, na cidade de Porto Velho, promoverá uma importante “alavancagem” no pensamento sobre a região Amazônica. “É um novo modelo de desenvolvimento, de geração de emprego e oportunidades para todos, enquanto a floresta permanece em pé, como ativo financeiro”, declarou.

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, falou que a região Amazônica tem potencial para fazer avançar a agenda de bioeconomia, mas é preciso construir um ambiente favorável para isso, com regras claras e segurança jurídica.

A proposta do Fórum Mundial pela Amazônia+21 é extremamente importante, afirmou o presidente da Fiero, Marcelo Tomé. Para ele, no entanto, a dicotomia que há anos vem sendo construída, de que não é possível promover desenvolvimento sem conservação, não existe. “Os caminhos que a gente efetivamente quer encontrar, são os caminhos para novos negócios, negócios sustentáveis que promovam o desenvolvimento econômico na Amazônia, de forma inclusiva e que seja ambientalmente sustentável. Isso é possível”, destacou.

O diretor técnico da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho, Armando Moreira, fez uma apresentação da programação, e destacou a participação de palestrantes nacionais e internacionais: empreendedores, cientistas, investidores, governo, especialistas e órgãos de fomento, com quem será possível dialogar e construir soluções para o desenvolvimento sustentável da região.

De acordo Moreira, o evento será uma jornada científica, com publicações, resultados, criação e consolidação de uma governança. “É um processo que avança. E lá na frente, a gente pretende ter bons resultados, um mapa do projeto, com ações de curto e médio prazo para impactar efetivamente”. Garantiu.
Participaram ainda da solenidade, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales; o secretário municipal de Integração de Porto Velho, Álvaro Mendonça, que na ocasião representou o prefeito Hidon Chaves; os deputados federais Silvia Cristina e Coronel Chrisóstomo, além de outras autoridades.

Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais