Publicidade

Publicidade

Fundo Amazônia: Governador de Rondônia diz que não irá negociar diretamente com países financiadores

0
Real Turismo

O governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha, foi indagado por um seguidor a respeito da nota divulgada pelo presidente do Consórcio Internacional de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT).

Marcos Rocha respondeu que respeita o posicionamento dos seus colegas governadores, entretanto acredita que tentar negociar diretamente após a negativa do Governo Federal, seria uma forma de reduzir a autoridade da União, e que ele não iria fazer isso, outros seguidores parabenizaram o governador pela decisão. (veja aqui).

Veja abaixo o comentário do Governador.

O assunto foi amplamente divulgado pela mídia nacional, dando conotação de que todos os governadores da Amazônia Legal concordavam com a opinião do presidente do consórcio, contudo ficou claro que Marcos Rocha que é do mesmo partido de Bolsonaro, não irá seguir o mesmo caminho do Amapá.

Rondônia tem sido protagonista de diversas matérias nos últimos meses, fruto das ações do IBAMA no Estado, e por questões ambientais que envolvem a Amazônia.

Fake News

No último dia 26, o Bom Dia Brasil divulgou uma matéria sobre uma helicóptero do IBAMA que teria sido alvo de ataques na cidade de Espigão do Oeste, o assunto rapidamente repercutiu em todo mundo. Entretanto, poucas horas depois ficou comprovado que se tratava de uma Fake News, uma notícia que o jornalismo da Rede Globo de Televisão não teve o cuidado de apurar para saber da veracidade.

Ontem (19) a notícia que ganhou a primeira capa de diversos jornais, dizia que São Paulo teria escurecido às 15h por conta da fumaça que teria se deslocado de queimadas em Rondônia. Contudo no dia de hoje, diversos jornais passaram a relatar que na verdade o fenômeno aconteceu em virtude da chegada de uma frente fia com nuvens baixas e profundas.

Helena Turon Balbino, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o pesquisador Alberto Setzer do Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe), disseram que seria pouco provável que o fenômeno tenha origem nas queimadas da Amazônia.

Rondônia se tornou centro de uma disputa do Governo Federal com Ambientalistas, a “guerra” é alimentada pelos veículos de comunicação em todo Brasil e no mundo.

por Portal Espigão
da Portal Espigão

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais