Publicidade

Governador Confúcio solicita ao BNDES linha de crédito para a Zona Franca Verde; Guajará-Mirim será beneficiada

Real Turismo

Na quinta-feira (22) o governador de Rondônia, Confúcio Aires Moura (MDB), esteve em Brasília para audiência no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com o diretor de relações com o Governo, Ian Ramalho Guerriero. No encontro foi discutida a necessidade de abertura de uma linha de crédito especial para financiar a implementação de indústrias nas cidades que compõem a Zona Franca Verde da Suframa, na qual Guajará Mirim está inserida.

Acompanhado do diretor executivo da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), Pedro Teixeira, da secretaria da Representação de Rondônia, em Brasília, Elizete Lionel, Confúcio apresentou para Iam Ramalho o modelo de desenvolvimento regional com abrangência nos Estados da Amazônia Ocidental, composto por quatro estados, e Amapá. Este último, apesar de não fazer parte da Amazônia Ocidental integra o modelo de desenvolvimento da Zona Franca Verde.

O foco da apresentação do governador se deu especialmente nos municípios que albergam as Áreas de Livre Comércio, representados pelos municípios de Tabatinga, no Estado do Amazonas; de Guajará-Mirim, no estado de Rondônia; Macapá-Santana, no Amapá; de Brasiléia, com extensão para o município de Epitaciolândia e de Cruzeiro do Sul, no Estado do Acre; e, finalmente, Boa Vista e Bonfim, no estado de Roraima.

De acordo com Pedro Teixeira, da Sedi, Ian Ramalho Guerreiro se solidarizou com o pleito do governador de Rondônia e com a necessidade de investimentos na região Amazônica em ações de desenvolvimento sustentável.

por Secom Governo
da Secom Governo

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais