Publicidade

Governador Marcos Rocha lança medidas de combate à corrupção em Rondônia com a presença do ministro da Justiça Sérgio Moro

0
Real Turismo

A assinatura de dois termos de cooperação, três decretos e a apresentação de três projetos de lei fazem parte do pacote de medidas de controle, prevenção e combate à corrupção lançado pelo governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, em solenidade realizada na manhã desta terça-feira (16), no auditório da faculdade São Lucas, com a presença do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. A iniciativa faz parte a programação do balanço dos 100 dias de governo.

‘‘Quero agradecer a presença do ministro Sérgio Moro. É uma grande alegria para nós rondonienses recebê-lo. Isso demostra a preocupação que o senhor tem de combater à corrupção e esse é o motivo que me fez sair candidato e estamos juntos no sentido de vencer a corrupção. Eu que trabalhei de forma mais direta combatendo o crime, agora tenho a oportunidade de assinar documentos que venham combater o crime e trazer paz à nossa população’’,disse o governador.

Para o ministro Sérgio Moro, as medidas apresentadas pelo governo de Rondônia são bastante sólidas e representam um incremento à transparência e a regular conflitos de interesse na administração pública. ‘‘Enquanto ministro da Justiça e Segurança Pública, meu dever não é apenas fomentar reformas e aprimoramentos no âmbito federal, mas, também, implementar mudanças no plano estadual. A responsabilidade por uma administração pública mais integra é de todos nós’’, avalia.

Ele ainda destacou a importância do esforço alinhado contra a corrupção. ‘‘Eu acho extremamente importante o que Rondônia está fazendo. Acredito que os governos estaduais devem tomar medidas como estas, que aprimoram os mecanismos de controle, definem regras para evitar conflitos de interesse e fazem uma ponte com a sociedade civil’’, avalia. Moro também apresentou, na ocasião, o projeto anticrime considerada uma grande estratégia de combate à corrupção no país.

ESTRATÉGIAS

O pacote de medidas foi apresentado pelo controlador geral do Estado, Francisco Netto, e inclui decreto que disciplina a punição de empresa nacional e estrangeira envolvidas na prática de corrupção contra a administração pública do Estado. Decreto que cria o Comitê de Transparência do Estado de Rondônia. Decreto que cria a Política de Capacitação e Permanência dos Servidores Públicos ocupantes de cargos ou funções de chefias administrativas e financeiras. O projeto de lei que institui o Programa de Integridade da Administração Pública Estadual Direta e Indireta (Proin). Projeto de Lei Complementar que cria o Fundo Estadual de combate à corrupção. E o Projeto de Lei que disciplina as relações de Conflito de Interesse no Estado de Rondônia.

E ainda o  acordo de cooperação entre Unir, CGE/RO e Fapero  visando o desenvolvimento de projetos e ações conjuntas que estimulem o fornecimento de informações sobre Gestão Governamental,Transparência e Combate à Corrupção. E o acordo de cooperação entre a  Controladoria Geral da União e Ouvidoria Geral do Estado para criação do Sistema e-Ouv. Através desta adesão, Rondônia passa a unificar todas as Ouvidorias do Executivo Estadual.

As medidas, segundo o governador, também é uma resposta ao clamor da sociedade. ‘‘Há famílias sofrendo que precisam dessas ações’’. Para ele, o momento é de combater de forma firme atos desonestos que prejudicam a sociedade. ‘‘Chega de só ficar em falácias, de discursos, falar que somos contra. Está na hora de agir, lutando de verdade pela sociedade. Nós podemos fazer aqui em Rondônia a diferença e encontramos nessas propostas trazidas pela equipe do controlador Geral do Estado, Francisco Netto, a oportunidade de fazer isso. Quando meu mandato terminar, as leis e os decretos permanecem’’, considera.

As ações adotadas hoje e os projetos de lei que serão entregues nesta quarta-feira (17) na Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE/RO) é a forma que o governo do Estado encontrou de aumentar o rigor contra ilícitos dentro do Poder Executivo. ‘‘Vamos consertar dentro de casa. A assinatura desses documentos facilitam a fiscalização dos órgãos de controle. Só assim, de fato, a sociedade vai comprovar que queremos a mudança. Que Deus multiplique ações de bem para que tenhamos um país justo e honroso. Um estado maravilhoso e próspero como Rondônia merece ser melhor tratado’’, afirma.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais