Publicidade

Publicidade

Governo de Rondônia e 17ª Brigada começam a ajustar medidas preventivas para conter índices de queimadas nos próximos anos

0
Real Turismo

A resposta rápida no combate aos incêndios florestais tem garantido resultados positivos com a apresentação da diminuição de focos de calor em Rondônia. Mesmo assim, as ações desenvolvidas pela Operação Verde Brasil 17 continuam sendo intensificadas visando conter mais incêndios e crimes ambientais. As informações foram transmitidas pelo comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, general Luciano Batista de Lima, durante coletiva de imprensa, ocasião em que foi destacado o envolvimento efetivo do Governo do Estado e medidas preventivas que já estão sendo tratadas para coibir possíveis crimes de queimadas nos próximos anos.

A coletiva de imprensa ocorreu na tarde de quinta-feira, 5, no Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) de Porto Velho, com a apresentação do Sistema de Monitoramento que detecta uma redução das regiões atingidas por incêndio na área sob responsabilidade da 17ª  Brigada.

Operação Verde Brasil é a ação governamental voltada ao combate aos incêndios e crimes ambientais na Amazônia. Na área da 17ª Brigada, a Operação conta com a participação de órgãos estaduais e federais, desencadeando ações integradas de combate a incêndios em vegetação e repressão a delitos ambientais, através do monitoramento dos focos de calor. A área de responsabilidade desta Operação abrange os estados de Rondônia, do Acre e extremo sul do Amazonas.

Nos últimos dias, as queimadas florestais na região Norte têm estampado as manchetes dos principais jornais do país e do mundo. Em resposta eficaz para conter os focos de incêndios, governadores da região Norte debateram e iniciaram medidas rigorosas para frear os índices.

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, deu resposta rápida no combate às queimadas, anunciando a Operação Jequetibá, com ação integrada com o Exército Brasileiro e órgãos ligados ao Ministério do Meio Ambiente. As ações focaram índices de queimadas, inclusive, na região do município de Candeias do Jamari. No entanto, com o desencadeamento da Operação Verde Brasil 17, as frentes de combate foram ampliadas e os recursos humanos e logísticos foram fortalecidos em todo Estado.

O general Luciano Batista de Lima respondeu às diversas perguntas sobre as ações que estão sendo desencadeadas após mais de 12 dias de operação. Em uma das perguntas, o general destacou a questão da prevenção com as atenções voltadas para os próximos anos. Nesse contexto, o comandante da Brigada de Infantaria de Selva enalteceu o comprometimento do Governo do Estado em todas as medidas adotadas e, inclusive, enfatizou que tem conversado com o governador Marcos Rocha para que já sejam traçadas medidas preventivas para o futuro.

“A preocupação de todos nós é que nos Estados brasileiros, os governos procurem, cada vez mais, meios para a prevenção ou para que se preparem melhor no combate às queimadas. Já temos agendada uma conversa com o Governo do Estado e lembro que no último dia 2 de setembro, na ocasião da abertura da Semana da Pátria, esse foi um dos assuntos tratados com o governador Marcos Rocha. O comando do Corpo de Bombeiros de Rondônia está também planejando com dados de inteligência e científicos o que será feito o próximo ano. Isso é o trabalho que é contínuo, ou seja, já vinha sendo feito e a maior prova disso é que, conforme apresentamos nesta coletiva de imprensa, já estávamos trabalhando em conjunto com o Corpo de Bombeiros proporcionando apoio logístico, inclusive, com emprego de aeronaves mesmo antes do decreto (referindo-se ao decreto de Garantia da Lei e da Ordem – GLO).  Destacamos que estamos trabalhando juntamente com o Governo de Rondônia olhando para o ano de 2020, de 2021 e daí para frente. O Exército Brasileiro e o Governo do Estado irão participar dos planejamentos, aquisição de equipamentos, capacitação de pessoal,  ou seja, tudo que for necessário para que no próximo ano não tenhamos o mesmo tipo de situação”, enfatizou o general, lembrando também que a situação registrada este não foi tão grave a exemplo do que aconteceu em anos anteriores e reforçou novamente o comprometimento do Governo visualizando e focando o planejamento do que tem que ser feito para prevenir e se preparar para o próximo ano.

OPERAÇÃO VERDE BRASIL 17

Durante a coletiva de imprensa, o general apresentou gráficos que comprovam a redução de focos de queimadas dentro do Estado. Conforme informações da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, além das Bases já instaladas no Parque Estadual de Guajará-Mirim/RO, na Floresta Nacional (FLONA) Jacundá/RO e na Unidade de Conservação (UC) Campos Amazônicos/AM, outras duas Bases, ambas no Estado do Acre e mobiliadas pelo 4º Batalhão de Infantaria de Selva, iniciaram a operação esta semana: uma na UC Gleba Afluente, região de Manoel Urbano, e outra na Floresta Estadual do Antimary (FEA).

Em Rondônia, a atuação das equipes de campo e as condições meteorológicas favoráveis têm favorecido a diminuição dos pontos e focos de calor, sendo observadas pequenas áreas afetadas por incêndios florestais. Isso tem permitido que os agentes possam aumentar a fiscalização nos ilícitos ambientais, como desmatamento e extração ilegal de madeira.

Ao todo, já são mais de 1.200 homens e mulheres envolvidos direta ou indiretamente na Operação. Na parte logística, a 17ª Bda Inf Sl já conta com 73 viaturas (Viaturas Auto Combate a Incêndio Florestal, Caminhões Tanques, Micro-ônibus, Vans, Caminhonetes 4×4, ambulâncias, quadriciclos e motocicletas) e 9 aeronaves (5 Helicópteros, 2 Airtractors e 1 Caravan 1 Baron) empregadas na Operação. Até o momento, já é possível mensurar os seguintes resultados: – 18 lançamentos de C-130 (12.000 litros cada) e 26 lançamentos de “Air Tractor” (2.000 litros cada), totalizando cerca de 268.000 litros de água; – 39 focos de incêndio combatidos, 1 incêndio apagado na Floresta Nacional (FLONA) Bom Futuro e 1 incêndio controlado na FLONA Campos Amazônicos; – 41 m³ de madeira apreendida; – 19 Termos de Infração lavrados, no valor total de R$ 4.462.600,00 em multas; – 8 detidos; – 5 acampamentos destruídos e apreensão de 1 caminhão, 5 motocicletas, 3 motosserras, 5 espingardas, 7 munições e 1 GPS; – 43 revistas em caminhões, carros e motos; – pessoal em solo realizando combate aos ilícitos ambientais de forma ininterrupta; e – reconhecimentos aéreos por meio de sobrevoos de monitoramento nas áreas de Operações.

Na quinta-feira (5), à noite, 11 bombeiros militares de Israel chegaram a Porto Velho/RO para auxiliar no combate aos focos de incêndios na região. Após uma ambientação no Centro de Operações Conjuntas (COC) do Ministério da Defesa (MD) em Brasília, a equipe de Israel vem para atuar na área da 17ª Bda Inf Sl a partir desta sexta-feira, 6. Os israelenses operam equipamentos integrados com drones, que apoiam na avaliação da direção de propagação das chamas. A Operação Verde Brasil 17 ocorre em ambiente interagências, com o máximo de integração com Instituições Federais e Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização (OSPF) dos Estados de RO e do AC, dentre os quais: 17ª Bda Inf Sl; ALA 6; Força Nacional (FN); Corpo de Bombeiros Militar (CBM); Equipes de Prevenção e Combate a Incêndios do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA); Polícia Militar Ambiental; Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM); Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais