Publicidade

Publicidade

Governo de Rondônia pretende regularizar mais de 3.000 imóveis em Guajará-Mirim

0
Real Turismo

A superintendência Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat) enviou uma equipe para promover uma verdadeira força tarefa em Guajará-Mirim para implementar a regularização fundiária no município.

Para o superintendente da Sepat, Constantino Erwen Gomes Souza, a preocupação é com a demanda acumulada. De acordo com ele, a determinação do governador Marcos Rocha é que todos os esforços sejam feitos para promover a regularização em tempo hábil.

Nesta fase dos trabalhos, os servidores estão executando o chamamento de possíveis interessados na assinatura dos requerimentos de quem tem interesse na formalização dos processos. Os servidores do Estado fizeram reuniões com o prefeito Cicero Alves Noronha e a equipe municipal responsável pela regularização. As atividades dos servidores se concentram nos bairros Santa Luzia e Nossa Senhora das Graças.

A regularização será através do Programa Papel Passado, uma parceria dos governos federal e estadual, que irá contemplar 3.151 lotes de famílias de baixa renda com a regularização fundiária urbana, gratuita, em Guajará-Mirim.

O Programa Papel Passado apoia o desenvolvimento de programas municipais, estaduais e ações desenvolvidas pelas próprias comunidades, por meio de três principais linhas de ação: Apoio financeiro às ações de regularização; remoção de obstáculos jurídicos e legais; o apoio à autonomia e capacitação de equipes municipais e comunidades locais.

Governo trabalha na preservação do patrimônio do Estado

Famílias são beneficiadas com títulos definitivos em Chupinguaia, Cerejeiras e Vilhena

Audiência Pública debate reforma agraria em Rondônia

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais