Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
02
jul
2020

Governo realiza Workshop para operacionalização da Educação Profissional no Estado

O ensino técnico deixou de ser apenas uma modalidade mecânica para se tornar uma das melhores alternativas de políticas públicas para educação e formação para o mercado de trabalho. No Brasil, o Ministério da Educação (MEC) anunciou mais de 1,5 milhões de vagas em educação profissional e tecnológica até 2023, totalizando um aumento de 80% das existentes hoje. As ações  do Eixo Educação, dentro do Plano Estratégico (PE) apresentado pelo governador coronel Marcos Rocha, priorizam a ampliação do ensino profissionalizante em Rondônia, melhorando significativamente a qualificação dos jovens.

Valendo disso, no última sexta-feira (11), a Casa Civil realizou o primeiro Workshop de Educação Profissional de Rondônia. O objetivo do evento foi direcionar os agentes da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e do  Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (IDEP) envolvidos no eixo, para a operacionalização da iniciativa.

Segundo o Coordenador do Comitê de Solução Para Melhoria e Alcance de Resultados (SOMAR), Rafael Vargas, o Workshop é um desdobramento do planejamento, e a metodologia aplicada parte do que o governador apontou como prioridade para os próximos 3 anos. “É importante que todos os projetos nasçam de forma alinhada com o que está previsto no PE e no Plano Plurianual (PPA). A comunicação clara entre os agentes envolvidos neste processo ajudará a Casa Civil no monitoramento das ações“, disse Rafael.

Criado em dezembro de 2016, o IDEP/RO tem o propósito de oferecer à sociedade rondoniense inúmeras oportunidades educacionais gratuitas e potencialização das forças de trabalho, como marco de sustentação e fortalecimento da capacidade profissional produtiva para o desenvolvimento competitivo do Estado, sendo legítimo parceiro das políticas sócio educacionais.

Para a Diretora do Idep, Adir Josefa de Oliveira, o Governo teve uma visão estratégica de crescimento quando priorizou o ensino profissionalizante. “O projeto é mais que assertivo. Não temos como trabalhar desenvolvimento econômico sem trabalhar a Educação Profissional”, destacou a presidente.

Adir explica que todo o plano de expansão está baseado em um estudo realizado para o conhecimento da real necessidade profissionalizante do Estado. Foram priorizadas as potencialidades econômica, depois a demanda de mercado, levando em conta os arranjos produtivos locais e verificando a vocação de Rondônia que é o agronegócio.

No encerramento do workshop, o secretário chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves, frisou que Rondônia é um dos primeiros Estados da federação a trabalhar a Educação Profissional como iniciativa prioritária de Governo.”Nós somos honrados em sair na frente, em um momento tão importante como este em que o MEC anuncia milhões de vagas para a ampliação  do ensino técnico. O governo tem trabalhado alinhado com os propósitos do Brasil”, finalizou.

A priorização operacional do IDEP/RO serão os cursos técnicos de nível médio, articulados com a Educação Básica, cursos pós-médio, cursos de qualificação profissional e treinamentos.

Notícias Relacionadas