Publicidade

Publicidade

Idaron fortalece fiscalização em todo o estado para garantir área livre de aftosa em Rondônia

0
Real Turismo

O Governo do Estado, através da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastorial de Rondônia está cada vez mais fortalecido. Com uma gestão séria, a Idaron realizou a aquisição de vários itens, essenciais para fiscalização e monitoramento nas fronteiras. O objetivo é o controle efetivo da entrada de animais, vegetais e alimentos, além, é claro, do aumento das campanhas sanitárias.

O reaparelhamento da agência, com renovação da frota, construção e reforma de unidades de fiscalização e aquisição de diversos aparelhos, como drones, telefones via satélite, câmeras para monitoramento de fronteira, barcos e até um hidroavião, devem garantir que a Idaron continue fortalecimento suas atividades para manter a sanidade animal e vegetal, além de garantir ao estado o status de área livre da Febre Aftosa, o que deve repercutir positivamente na economia de Rondônia.

 

“O Governo fez um investimento vultoso para permitir que, através da Idaron, os produtores de nossa região, em todo o estado, tenham garantias reais de proteção no que tange o controle de doenças em animais e pragas em vegetais”, ressaltou o presidente da Agência, Júlio Cesar Rocha Peres.

Segundo ele, foram compradas 42 camionetes, 25 veículos leves (pick up), 200 computadores, cinco barcos com motores e carretinhas, 10 drones para o sistema de defesa agropecuária, 40 impressoras, scanner, uma empilhadeira retrátil elétrica e um triturador de papel. Foi feita ainda reforma e ampliação do posto fiscal do quilômetro 130 da BR-364, além de empenho para aquisição de 30 aparelhos de telefones satelitais.

“E não para por aí, já há previsão para construção da Regional de Ji-Paraná. Falta só a ordem de serviço. Também será construída a nova unidade de Rolim de Moura e a nova unidade de Ariquemes”, explica Júlio Cesar, acrescentando que o videomonitoramento, que está em fase de entrega e pagamento, vai ser um passo importante para que a Idaron amplie o trabalho que já é realizado nas fronteiras.

“Muita coisa já foi entregue, mas ainda faltam 286 computadores, que estão em fase de aquisição, a aeronave, que deve chegar em até seis meses, 121 televisores, telefone com fio e sem fio, frigobar, armários de aço e de madeira, ar-condicionado, tudo isso para atender bem o produtor e dar efetiva condição de trabalho aos técnicos e fiscais da Idaron”, salientou.

Por fim, a Agência também contratou uma empresa especializada para reformar uma embarcação (Quero Quero II) que é utilizada pelos servidores em ações desenvolvidas ao longo dos rios, com visita e inspeção em todas as propriedades rurais. “Nosso objetivo é manter o estado livre da Febre Aftosa, então não podemos deixar de vistoriar nenhuma propriedade. Agradecemos ao governador Marcos Rocha e ao produtor pela importante colaboração com essa agência”, finalizou Júlio Cesar.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais