Publicidade

Publicidade

Publicidade

Inoculantes e a sustentabilidade da agricultura: bom para o agricultor, bom para o Brasil

0
Real Turismo

A agricultura é responsável por cerca de 30% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, e alguns dos desafios do setor são reduzir os custos de produção, aumentar a produtividade e minimizar os impactos ambientais. Nesse cenário, a adoção de inoculantes produzidos com base no processo de fixação biológica de nitrogênio (FBN) é muito bem-vinda, uma vez que este é o único processo biológico natural de obtenção de nitrogênio, ao contrário do uso de fertilizantes nitrogenados, que emitem, a cada cem quilos aplicados no solo, cerca de uma tonelada de gases causadores do efeito estufa.

Contribuir para o aumento do uso dos inoculantes nas culturas de soja, feijão, feijão-caupi e milho é o grande objetivo deste projeto, visando ao desenvolvimento de uma agricultura com baixa emissão de carbono, em consonância com os compromissos assumidos pelo Plano ABC (Agricultura de Baixo Carbono – ou Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura).

A intenção é formar uma rede para a divulgação dos benefícios dessa tecnologia e o incentivo à sua adoção pelos agricultores. Para isso, o projeto conta com o apoio de 14 Unidades Descentralizadas da Embrapa (Agrobiologia, Agropecuária Oeste, Amazônia Oriental, Arroz e Feijão, Cerrados, Clima Temperado, Meio-Ambiente, Meio-Norte, Milho e Sorgo, Soja, Trigo, Agrossilvipastoril, Rondônia e Semiárido), além de sua sede e da Secretaria de Comunicação da Empresa. Há ainda a participação de diversos parceiros, como agricultores empresariais, agricultores familiares, gestores públicos, agentes de assistência técnica e extensão rural e gestores de cooperativas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais