Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
14
jul
2020

+Leite: Embrapa e Ifro lançam aplicativo para diagnóstico produtivo do rebanho leiteiro

Buscando elaborar melhorias para a pecuária, pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Instituto Federal de Rondônia (Ifro) lançaram nesta terça-feira (18) um aplicativo que ajuda o produtor rural no controle do desempenho leiteiro do rebanho.

Chamado de ‘+Leite’, o aplicativo gratuito está disponível para Android e é acessível para a maioria dos sistemas de produção de leite no Brasil, onde busca atender às necessidades dos produtores que não costumam realizar um controle mais apropriado do rebanho.

O professor e pesquisador do Ifro, Kaio Alexandre, é responsável pelo desenvolvimento do aplicativo.

Ele contou ao G1 que a ideia principal era desenvolver algo aos produtores rurais e extensionistas da Embrapa que proporcionasse maior controle zootécnico e também apresentasse soluções para gerar mais rentabilidade no setor leiteiro.

“Antes, pela planilha manual, os produtores e extensionistas só sabiam se a produção leiteira estava ótima, boa, regular, ruim ou péssima. Com o aplicativo a gente consegue apresentar soluções para o fazendeiro melhorar a produtividade do rebanho”, contou o pesquisador.

Segundo Luiz Pfeifer, pesquisador da Embrapa, agora o fazendeiro obtém dados no celular que podem ajudá-lo na tomada de decisão em relação ao manejo nutricional e reprodutivo do rebanho. Já o técnico poderá ter um mapa das propriedades atendidas, além de poder acompanhar a evolução produtiva.

Como funciona o aplicativo?

Após baixar o +Leite no celular, o usuário primeiro informar a data do parto ou se a vaca está sem lactação, indicando a distribuição dos partos do rebanho. Essa informação está diretamente relacionada com a eficiência reprodutiva.

Logo depois é preciso inserir o escore de condição corporal (ECC), que está relacionado com a condição nutricional do rebanho. O próprio aplicativo mostra exemplos da condição corporal de algumas vacas para que o produtor possa se basear.

Com isso, o software calcula o índice de escore de condição corporal (IECC) de acordo com a fase de lactação e o índice de eficiência reprodutiva (IER), que indica a proporção de animais em cada fase de produção.

A tecnologia também informa o índice de eficiência zootécnica (IEZ) do rebanho. Os índices de ECC, de ER e EZ de cada rebanho avaliado são classificados em uma escala percentual de eficiência que vai de zero a um, em que zero é péssimo e um é excelente.

Além disso, a ferramenta fornece recomendações sobre quais animais devem ganhar ou perder peso e se as fêmeas devem estar prenhas ou secas. O aplicativo ainda armazena relatórios para que seja possível comparar a evolução zootécnica da propriedade e também comparar a eficiência entre rebanhos.

Os pesquisadores destacaram a facilidade de uso e a melhoria do desempenho zootécnico do rebanho.

“As informações sobre o nível de produtividade, extraídas nos relatórios, permitem ao produtor ter acesso às informações que passam despercebidas e são fundamentais para atingir a máxima eficiência da propriedade”, afirma Pfeifer.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas