Publicidade

Campanha Dengue_novembro_desktop

LINCHAMENTOS: UM RISCO PARA A SEGURANÇA E A DEMOCRACIA

0
Real Turismo

Há um novo fenômeno social, assustador, em alguns países da América Latina. Principalmente na Venezuela, que já tem problemas demais, mas também na Colômbia e até no Brasil, que sempre foi mais pacífico. No país  do quase ditador Nicolàs Maduro, a situação já está perto do descontrole. Trata-se dos linchamentos de criminosos, muitos deles no meio da rua, em pleno dia e à vista de todos.  Só no ano passado, 40 criminosos venezuelanos foram surrados e mortos por turbas enfurecidas, quando flagrados cometendo algum tipo de delito. Foram crimes desde estupro até o simples roubo de uma bolsa ou de um celular. Apenas no mês de agosto passado, os registros oficiais apontam para 13 mortos, embora haja informações extraoficiais de que essa pouco mais de uma dúzia seria apenas a ponta do iceberg, porque o número de casos reais estaria muito acima disso. Estupradores, ladrões, assaltantes, quando pegos por grupos de populares primeiro são surrados até desmaiarem. Normalmente, depois disso, são amarrados em postes ou pedaços de madeira e mortos. A tiros, com facas e facões ou simplesmente agredidos até a morte. Na Colômbia já foram registrados ao menos cinco casos nos últimos meses e no Brasil outros dois.

 

Na Venezuela, estudo aponta que muitos crimes não são registrados, porque a população considera a polícia e a Justiça corruptas. Perderam o crédito, porque se politizaram e passaram a apoiar as medidas antidemocráticas de Nicolás Maduro. No Brasil, ainda não há descrédito total nas autoridades, mas há um sentimento de que não adianta denunciar criminosos, porque muitos entram por uma porta das delegacias e saem por outra. A verdade é que esses crimes brutais estão longe de acabar. E se tornam um risco terrível para a segurança e para a própria democracia. O perigo está no ar…

 

 

 

 

MARIANA VEM AÍ?

Nos meios tucanos, a comemoração dos últimos é de que Mariana Carvalho teria voltado atrás e reaberto o diálogo sobre uma eventual candidatura à Prefeitura da Capital. Ela mesmo não fala claramente sobre o assunto, mas seus companheiros de partido trataram de espalhar a informação. De dentro do diretório municipal do PSDB, a notícia, que não se sabe ainda se é verdadeira ou não, se espalhou tal rastilho de pólvora nos meios políticos. Mariana, em todas as pesquisas feitas até agora, embora muito tempo antes da eleição, é pule de dez (na linguagem do turfe) e lidera todas as intenções de votos. Será a mais dura opositora para a tentativa de reeleição de Mauro Nazif.

 

 

 

 

 

A VAIA CORREU SOLTA

Não foi por falta de aviso! Na semana passada, a coluna sugeriu que as autoridades da nossa política ficassem longe dos palanques do Sete de Setembro, porque a vaia ia correr solta. A grande maioria nem apareceu, porque já sabia o que aconteceria. Pois quem foi, sentiu na pele a grande reprovação popular. Foi em Porto Velho, foi em São Paulo, foi em Brasília. Estudantes e militares que desfilaram, foram aplaudidos. Menos em Brasília, onde a segurança isolou a Presidente Dilma e os políticos do palanque do povão. Já em Nova York, no Dia do Brasil, o povo xingou a Presidente e o cantor Fábio Júnior aproveitou para fazer e dizer baixarias.

 

VAI PARA O LIXO

O Diário da Amazônia registrou: está chegando perto do triste aniversário de abandono das obras do Espaço Alternativo. Daqui a algumas semanas, se chegará a um ano em que Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado mandaram paralisar tudo, quando já estava pronto em torno de 80% da obra. Agora, o abandono é notório e começa a deterioração. Houve várias denúncias de irregularidades, mas só quem recebeu punição do MP e do TCE, até agora, foi a população. Ninguém mais. O Espaço Alternativo, a continuar assim, em breve estará jogado no lixo. Lamentável!

 

BOM DIA A CAVALO

Quem fala demais, dá bom dia a cavalo! O vice presidente Michel Temer, mesmo do alto da sua enorme experiência política de três décadas, se empolgou e deixou transparecer que estaria pronto para assumir o poder, caso Dilma Rousseff fosse defenestrada. Não disse isso claramente, mas deixou claro nas entrelinhas. Desde essa declaração infeliz, ele está tentando provar ao país que não disse o que disse. O problema é a gente não é surdo e nem tem memória apagada para fatos recentes. Temer se animou com a Presidência e agora teve que recuar. Ponto final.

 

 

TERRORISMO PAULISTA

Era só isso que nos faltava! A Polícia Federal de São Paulo desbaratou um grupo de apoio ao terrorismo, aliado ao terrível Estado Islâmico, o mais cruel e de todos os grupos que agem hoje no Oriente Médio. Facínoras, destruidores da História, porque explodem monumentos que são orgulhos da Humanidade; matadores de velhos, crianças, mulheres e de quem não seja igual a eles, esses desgraçados estão apavorando o mundo. E agora têm uma célula em São Paulo, para lavagem de dinheiro para o terror.  Vade retro!

 

 

PERGUNTINHA

Que interesses haverá por trás da insistente campanha da grande mídia exigindo punição dura contra policiais que matam bandidos e sempre em defesa dos criminosos?

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais