Publicidade

Campanha Dengue_novembro_desktop

Mais de 60% dos ataques de animais peçonhentos em RO foram provocados por cobras

Segundo Agevisa dos 1,5 mil acidentes com animais peçonhentos registrados em Rondônia este ano, 930 envolvem picadas de cobras. Veja lista de hospitais que realizam atendimento com soroterapia no estado.

0
Real Turismo

As serpentes são responsáveis por 62% dos ataques envolvendo animais peçonhentos em Rondônia. Isso significa que dos 1,5 mil acidentes registrados no estado este ano, 930 foram por picadas de cobras, segundo levantamento da Agência Estadual de Vigilância de Saúde (Agevisa). Os dados correspondem aos meses de janeiro a novembro de 2019.

Os outros casos registrados estão relacionados principalmente a ataques de arranhas, escorpiões, lagartas e até abelhas.

De acordo com a Agevisa, a recomendação é redobrar o cuidado nesse período de chuvas e cheias dos rios. É importante tomar cuidado com o crescimento da vegetação perto das residências e com o acúmulo de lixo doméstico, que são locais propícios para o surgimento de animais peçonhentos.

Um caso que chamou a atenção este ano foi de um idoso, de 64 anos, que foi picado por uma jararaca e levou a cobra viva na mão até o Hospital de Urgência e Emergência Regional (Heuro) em Cacoal (RO).

Ele disse que preferiu não matar a cobra que o atacou na panturrilha e decidiu levá-la viva aos médicos para receber o atendimento correto.

O caso aconteceu em junho e foi considerado pelos profissionais do Heuro como inusitado, pois o homem chegou com a cobra viva, segurando-a pela cabeça.

Já em Monte Negro (RO), uma mulher de 36 anos estava faxinando a casa quando encontrou uma jiboia de aproximadamente dois metros atrás do guarda-roupa no quarto dos filhos.

Como na cidade não tem Corpo de Bombeiros, um adolescente de 17 anos, filho da mulher, capturou a cobra entregou aos policiais, que soltaram o animal na mata.

Na época, ela disse ao G1 que após uma viagem a Porto Velho, sentiu a falta de sua gata de estimação, e acredita que a gata tenha sido atacada pela cobra.

Onde procurar ajuda?

O soro antiofídico é o principal medicamento usado para cortar a ação dos venenos das cobras. Sua produção, descoberta no século 19, consiste em injetar uma pequena quantidade de veneno em cavalos ou ovelhas e, em seguida, os anticorpos do animal são coletados do sangue.

O Ministério da Saúde disponibiliza a lista de hospitais em todo o país que realizam atendimento com soroterapia para acidentes com animais peçonhentos.

Veja as principais unidades de Rondônia que disponibilizam o soro:

Porto Velho
Centro de Medicina Tropical
Endereço: Av. Guaporé, 215, bairro Lagoa
Contato: (69) 3216-8541

Vilhena
Hospital Regional Adamastor T. Oliveira
Endereço: Av. Sabino Bezerra de Queiroz, 3000
Contato: (69) 3321-3821

Ji-Paraná
Hospital Municipal de Ji-Paraná
Endereço: Rua Dom Bosco
Contato: (69) 3416-4097

Cacoal
Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal
Endereço: Av. Rosilene Xavier Transpadini, 2200, bairro Jardim Eldorado
Contato: (69) 3441- 8623

Ariquemes
Hospital Regional de Ariquemes
Endereço: Av. Tancredo Neves, 1370
Contato: (69) 3535-2635

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais