Publicidade

Publicidade

Médicos residentes do Hospital de Base apresentarão pesquisas sobre doenças na região amazônica em congresso europeu de obstetrícia e ginecologia

Real Turismo

A supervisora do Programa de Residência Médica em Obstetrícia e Ginecologia do Hospital de Base (HB) Ary Pinheiro, médica ginecologista obstetra Maria da Conceição Ribeiro e mais cinco médicos residentes vão representar Rondônia na 26ª edição do Congresso do Conselho Europeu e Faculdade de Obstetrícia e Ginecologia que acontecerá de 8 a 10 de março, em Paris.

‘‘É muito importante essa participação dos médicos residentes de Rondônia para levar as patologias da nossa região para conhecimento internacional e divulgar o nome do nosso Estado’’, afirma Conceição.

Ela destaca também que a saúde pública de Rondônia tem avançado. ‘‘Esse é hospital de referência e tem recebido vários investimentos e com isso tem melhorado o aprendizado dos nossos médicos residentes, que serão futuros especialistas e que vão contribuir para melhorar cada vez mais a saúde da população rondoniense’’, considera a supervisora.

A participação em congressos internacionais é um estímulo para que os médicos sejam além de assistencialistas, pesquisadores e educadores na saúde. A formação atual dos médicos residentes já apresentou em 2017 trabalhos em Portugal e Barcelona com publicações internacionais. Para o congresso em Paris, as expectativas são ainda maiores. Os médicos residentes de Rondônia fazem parte da programação de palestras.

‘‘Não serão simplesmente apresentadores de trabalhos, mas palestrantes. Vamos falar de temas que são muito comuns no nosso atendimento diário, como a malária e cardiopatia na gestação, e outros que são inéditos, como a doença de Castleman’’, explica Conceição.

A médica Maria da Conceição Ribeiro vai apresentar a palestra: Malária falciparum grave em uma gestante no hospital da Amazônia Ocidental. ‘‘A malária aqui na nossa região é uma doença endêmica e toda malária quando acomete uma gestante causa graves problemas, tanto para o feto quanto para mãe, que tem risco de parto prematuro, quadros de abortamento, anemia grave. No caso que acompanhei, a gravidez teve que ser interrompida’’, conta. O estudo busca orientar quanto à prevenção da doença.

A médica residente Bruna Maria Baratella vai ao congresso para falar de um caso raro, a doença de Castleman em uma gestante atendida em uma maternidade da Amazônia Ocidental. ‘‘É muito importante essa participação em congresso, vai ampliar nossos conhecimentos científicos porque a residência, além de ter prática médica, tem a parte cientifica’’, afirma Bruna.

Outro tema que será apresentado no congresso é Miomectomia por degeneração rubra de mioma subseroso pediculado em gestante atendida num hospital da Amazônia: Relato de caso que trata-se de um estudo sobre as causas e tratamento de gestantes que apresentam muita dor. ‘‘Será minha primeira vez em um congresso internacional e a expectativa é muito grande, levaremos para lá o nome da residência médica de ginecologia e obstetrícia do Hospital de Base, que é de Rondônia’’, avalia a médica residente Melina Sodré Ribeiro.

Também será a primeira vez do médico residente Marcos Antônio Cunha em um congresso internacional  e como tema da palestra ele falará sobre o caso de Gestante com insuficiencia de bioprótese valvar. ‘‘A nossa participação é importante para enriquecer a mostra científica em âmbito internacional e mostrar, assim, que Rondônia também pode contribuir em relação a relatos de caso e publicações de artigos científicos’’, avalia Cunha.

As médicas Adriane Badra Melocra e Solange da Silva Silveira completam a equipe da residência médica do Hospital de Base que participará do congresso europeu. O tema de Adriane será Investigação epidemiológica de doença trofoblástica gestacional em um centro de referência no município de Porto Velho e Solange falará sobre Sirenomelia na gravidez gemelar no hospital escola da Amazônia Ocidental.

Todos os trabalhos foram avaliados e aprovados pela comissão científica do congresso e serão publicados em revista internacional.

por Secom Governo
da Secom Governo

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais