Publicidade

Publicidade

Mulheres na política: Progressistas tem recebido diversas filiações de mulheres dispostas a assumir o desafio de disputar eleição

Ações do projeto Mais Progressistas com foco nas mulheres serão intensificadas nas próximas semanas

0
Real Turismo

Mais mulheres na política é uma das propostas do projeto Mais Progressistas, executado pelo partido em Rondônia. Nesta perspectiva, algumas ações estão sendo executadas para aumentar a participação feminina nas esferas de poder e nos mandatos políticos.

Nos últimos meses, o partido tem recebido diversas filiações de mulheres dispostas a assumiu o desafio de disputar uma eleição, entre elas Sally Anne Bowmer, que se filiou nesta terça-feira (03), em Porto Velho. Advogada, professora universitária, atuante no Direito Trabalhista e do Consumidos, integrante da Comissão de Defesa dos Animais da OAB Rondônia, Sally Anne conta que o desejo de atuar na política nasceu da vontade de contribuir pela melhoria da cidade onde vive. “Porto Velho me acolheu, abriu portas e me deu oportunidades. Me sinto no dever de ajudar nossa Capital, trabalhando para sanar algumas deficiências do município”, expressou a advogada.

Quem também se colocou à disposição dos Progressistas para uma disputa eleitoral foi Divina Costa, presidente da Associação dos Servidores em Movimento de Transposição de Rondônia (Asmetron). Divina conta que logo após assumir a liderança do movimento, há cerca de três anos, passou a ser motivada pelos associados para disputar um cargo político. “Confesso que não tinha pensado nisso, mas passei a ponderar. A pessoa detentora de um mandato político tem muito mais condições para ajudar o próximo. Não estou me referindo a dinheiro, mas sim, de meios legais de trabalho”, analisou Divina.

Para o secretário-geral dos Progressistas em Rondônia, Luiz Paulo Batista, esse movimento prova que as mulheres estão, cada vez mais, interessadas em política. Ele se reuniu com as duas Progressistas na sede do partido, na Capital, para alinhar algumas ações pré-eleição.

“Estamos trabalhando para que as mulheres percam o receio das disputas eleitorais e assumam o perfil de liderança que são próprio delas. O movimento Mais Progressistas nasceu justamente para dar esse incentivo”, declarou Luiz Paulo.

A presidente do partido em Rondônia, deputada federal Jaqueline Cassol, também tem atuado de forma a encorajar mais mulheres para as disputas eleitorais. “Precisamos perder o medo dos julgamentos. Ganhar ou perder faz parte, porém tenho a convicção de nós mulheres temos as mesmas chances que os homens. O que precisamos é sair da nossa zona e conforto e nos colocar a frente da política, pois temos competência para assumir também esse papel”, ponderou a deputada.

Nas próximas semanas, o Movimento Mulheres Progressistas fará eventos em algumas regiões de Rondônia. A coordenadora do movimento do Estado, Edinalva Diana, e o secretário-geral estarão a frente deste trabalho que, dentre as ações, está palestra motivacional, formação progressista e novas filiações. O cronograma deve ser divulgado nos próximos dias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais