Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
13
out
2021

Município de Jaru, RO, é autuado após derramamento de óleo contaminar água de poço e solo

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) autuou o município de Jaru (RO) por crime ambiental. Isso porque um vazamento de óleo contaminou a água do poço e o solo do distrito de Tarilândia.

O dano ambiental foi dentro de uma garagem de máquinas. Após denúncias feitas à Sedam e a Polícia Ambiental, equipes de fiscais foram ao local e constaram a poluição.

Durante a visita ao local, os moradores relataram sobre a poluição do solo, da água de poço e até interferência do óleo diesel na coloração das cerâmicas dos banheiros em um posto de combustível, próximo ao terreno da subprefeitura.

Durante a fiscalização da Sedam e Polícia, foi solicitado ao administrador do distrito a licença ambiental necessária para abastecimentos de veículos no local, porém esse documento não foi apresentado.

Ainda conforme revelou o administrador à Sedam, um tanque de combustível de aproximadamente 1 mil litros sofreu um rompimento em uma válvula do reservatório no inicio do mês de maio. Isso resultou no derramamento de aproximadamente 250 litros de óleo diesel no solo.

Como não houve nenhuma ação a fim de barrar a propagação do óleo no solo e nem a retirada do solo contaminado, a Sedam decidiu autuar o município de Jaru.

A Sedam diz ter lavrado o auto de infração e requisitado adoção de medidas necessárias. A Rede Amazônica entrou em contato com a prefeitura de Jaru, mas o município ainda não se manifestou sobre a autuação.

O distrito de Tarilândia, onde ocorreu a contaminação, não tem rede de água tratada e a população depende de poços caseiros para abastecimento de água em casa.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas