Publicidade

NOSSO PATRIMÔNIO HISTÓRICO ESTÁ INDO PARA O LIXO

0
Real Turismo

O que está acontecendo com o patrimônio histórico da Estrada de Ferro Madeira Mamoré não é só em função de desleixo, desrespeito e falta de amor à nossa terra de agora. São problemas que vêm de longe. Desde muitos anos. Desde muito antes que o trenzinho, que fazia o passeio até a antiga Cachoeira de Santo Antonio, hoje área da nossa grande hidrelétrica, parou de realizar essa ligação com o nosso passado. Desde que foram investidos milhões de reais na restauração da Praça histórica e muito pouco foi feito. O drama se acentuou na enchente do ano passado, quando só quando boa parte do patrimônio histórico foi atingido, é que se começou a tomar providências. Todas tardias. Perdeu-se muito e vai-se perder muito mais. E agora, o pouco que restou está jogado literalmente na rua, dentro do pátio do Relógio, no centro. Toda a riqueza histórica agora está ao relento, exposta ao calor, à chuva, ao tempo que deteriora e destrói um equipamento, que representa, em cada uma das peças abandonadas, o desprezo do que as chamadas autoridades responsáveis têm pela nossa Rondônia.

Esta semana, no telejornal RO Record, da TV Candelária, o apresentador Everton Leoni chegou a pedir a prisão dos (ir)responsáveis. Ele não está sozinho. Muita gente acha que o Ministério Público e Judiciário já deveriam ter tomado providências mais duras, incluindo denunciando o IPHAN, um órgão político e ideológico que muito pouco faz, na realidade, na defesa do nosso patrimônio. O Iphan adora discursar contra o progresso (como por exemplo, ao impedir a construção de um hotel no centro da cidade, que daria dezenas de empregos), mas é relapso quando se trata de defender a Madeira Mamoré. E não é só ele. Estado, Prefeitura são órgãos que estão deixando morrer o que resta da nossa história. Lamentável!

 

ABRINDO MÃO

 

O deputado Lebrão, uma grata surpresa na Assembleia, reeleito com facilidade graças ao trabalho que realizou por sua região, optou por não assumir o Dnit, como tinha sido combinado com o governador Confúcio Moura. O problema central para essa mudança de rumo é legal, porque Lebrão teria que renuncia ao mandato para ocupar o cargo que lhe estava destinado. A desistência foi anunciada em encontro com  Confúcio, onde esteve presente também o presidente Maurão de Carvalho. Tudo em paz. Mas Lebrão no DER, com seu pique de trabalho, poderia fazer muito. Vai ficar onde estava, porém.

VIOLÊNCIA EM JÚPITER

Uma mãe joga seu filho dentro de um rio, em Jaru. Um casal de amantes mata o marido da mulher a pedradas e pauladas, também por aqui. Um homem mata uma mulher e seus gêmeos, porque não queria assumir a paternidade das crianças, numa história que chocou o Brasil. Mesmo com toda essa crueldade, essa banalização do crime e esse desrespeito à vida, nada do governo, Congresso, Judiciário se mexerem para punir à altura crimes como esses. É como se tudo estivesse acontecendo em Júpiter, não aqui!!

 

CPI DOS BEBÊS

Repercute iniciativa do jornalista Paulo Ayres, de uma mobilização para que a Assembleia crie uma CPI que investigue os vários casos de bebês que morreram de forma suspeita e desapareceram no Hospital de Base e outros hospitais. O caso mais notório é o do bebê Nícolas, denunciado por várias reportagens da TV Candelária e que até hoje está envolto em mistérios. Paulo Ayres diz que todos os casos têm que ser muito bem esclarecidos. Sua intenção já teve aceitação positiva na mídia e na própria Assembleia.

 

SOFRIMENTO, DE NOVO!

 

Começou de novo o sofrimento de centenas de famílias, desabrigadas pela enchente. Os primeiros a ter que deixar suas casas foram ribeirinhos de Cacoal. E o caos chega a outras cidades. Algumas áreas de Porto Velho já estão alagadas, principalmente aquelas mais baixas, próximas ao Madeira. A cheia deste ano não será tão violenta quanto a do ano passado, mas assim mesmo, milhares de rondonienses vão sofrer até meados de abril, quando as águas começam a baixar. Uma pena!

 

ESPINHA DORSAL

Pressão não tem faltado. Mas ao que tudo indica (mesmo que na política as coisas possam mudar em questão de horas), que Confúcio Moura não vai na conversa alheia e manterá a espinha dorsal da equipe que ele escolheu. Embora tenha aceitado, via negociações políticas, abrigar uma ou outra indicação, Confúcio mantém perto de si aqueles auxiliares que são de sua confiança pessoal. Entre eles, Emerson Castro (Casa Civil) e George Braga (Planejamento). O Governador deixou claro que não abre mão de quem é da sua turma, ou seja, da sua preferência pessoal.

 

VISTA AÉREA

 

Entre tantas notícias negativas para a Capital (alagações, sujeira, centenas de ruas totalmente esburacadas), ao menos uma delas é positiva. Parte importante do Parque Ecológico da Capital, que já foi uma excelente atração turística, finalmente será reaberta. Uma das atrações será a trilha aérea, onde o visitante poderá usar cordas com roldanas (naquele sistema tirolesa, que existem em parques por todo o mundo), para assistir as belezas naturais da área de cima. Claro que é preciso coragem, mas que será uma ótima inovação, será sim!

 

PERGUNTINHA

Com tantos escândalos, com a economia descendo a ladeira, da mesma forma que desce o prestígio da presidente Dilma, como vamos enfrentar esse duríssimo primeiro semestre de 2015?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais