Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ouvidoria Geral do Estado capacita profissionais para melhor atender ao cidadão

0
Real Turismo

Durante as tardes desta quarta e quinta-feira (20 e 21), a Escola Superior de Contas do Tribunal de Contas do Estado, em Porto Velho, promove uma capacitação para aproximadamente 40 servidores e ouvidores das Ouvidorias de Rondônia, a pedido do ouvidor geral do Estado, coronel BM Silvio Luiz Rodrigues da Silva.

Segundo o ouvidor, que assumiu recentemente a Ouvidoria de Rondônia na gestão do governador coronel Marcos Rocha, o pedido feito ao Tribunal de Contas se deu pela experiência e idoneidade do órgão. “A ideia aqui é buscar um alinhamento dos ouvidores e profissionais que atuam na área. Muitos ouvidores, como é o meu caso, foram nomeados recentemente, então em que pese a boa vontade, é necessário o suporte técnico, que só o conhecimento propicia”.

O coronel Rodrigues revela que, apesar de vários órgãos contarem com o serviço de Ouvidoria, não existe normatização ou procedimento próprio para o atendimento. “Eu mesmo estou fazendo cursos pela Escola Nacional de Administração Pública, e nós incentivamos a busca pelo conhecimento. Não tivemos antes desse momento um encontro para podermos trocar experiências e aprendermos juntos. E é isso que o Tribunal de Contas está hoje, muito gentilmente, propiciando para nós”, declarou.

Com a iniciativa, o ouvidor geral propõe às Ouvidorias de todas as secretarias que comecem a se interligar, falar a mesma linguagem.

“Não existe um suporte único para saber como se faz ou se recebe uma denúncia, ou uma manifestação de reclamação, o prazo ideal de resposta e até mesmo de uma informação, e é isso que nós queremos aprender com os profissionais do Tribunal”.

Aposentado após 25 anos como servidor do Corpo de Bombeiros do Estado, o coronel Rodrigues diz que a capacitação é a primeira medida para reforçar o canal de comunicação entre a Ouvidoria e o cidadão, e com os servidores, que somam aproximadamente 55 mil em todo o estado.

“Uma das nossas metas começa por esta iniciativa de saber como atender, a outra é ter o embasamento e amparo legal para o serviço, e para completar, preparar o nosso pessoal e adequar o nosso trabalho para o melhor possível”.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais