Publicidade

Publicidade

Publicidade

Polícia Civil registra cerca de 268 mil ocorrências, instaura quase 20 mil Inquéritos Policiais e realiza mais de 200 operações em Rondônia

Real Turismo

A Polícia Civil do Estado de Rondônia tem realizado um árduo trabalho à frente da Segurança Pública, sempre com objetivo de reduzir os índices de criminalidade buscando melhorar a  qualidade de vida dos rondonienses. Ao longo do ano de 2016 várias ações foram realizadas pela Polícia Civil, porém poucas destas foram apresentadas à sociedade, por isso, aproveitamos a oportunidade para divulgar um resumo dos serviços prestados pela instituição à população residente em nossa região.

Em 2016, a Polícia Civil registrou mais de 268 mil ocorrências, sendo que cerca de 70 mil, foram advindas do atendimento realizado pela Polícia Militar. Contudo, quase 200 mil ocorrências foram registradas diretamente pela Polícia Civil, este número demonstra que a Instituição vem estreitando a relação com a população nos últimos anos, conquistando a confiança com o trabalho que tem desenvolvido no Estado.

Ainda no ano passado, a Polícia Civil instaurou aproximadamente 20 mil Inquéritos Policiais, deste número, quase 14.000 foram concluídos com autoria definida, registrando assim cerca de 70% de aproveitamento do trabalho efetivado pela instituição de segurança pública. É importante frisar que os profissionais da Polícia Civil ainda realizaram quase 7 mil Termos Circunstanciados.

O Instituto de Identificação Civil e Criminal “Engrácia da Costa Francisco” da Polícia Civil do Estado de Rondônia (IICCECF/PCRO) entregou mais de 92 mil Carteiras de Identidade ao longo do ano de 2016. Vale lembrar que o trabalho do Documento de Identidade ainda é realizado manualmente. O IICC também realizou 15 Operações de Documentos na Capital e 16 no interior, assim como produziu 438 laudos papiloscópicos em local de crime e 1.187 laudos necropapiloscópicos, expediu ainda mais de 2.000 Certidões de Antecedentes Criminais e promoveu a abertura de 6.443 registros criminais em todo o Estado.

Quanto as operações, a Polícia Civil realizou mais de 200 entre janeiro a dezembro de 2016. Na “Operação Clone”, por exemplo, deflagrada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), foram denunciados ao Ministério Público 14 indivíduos e todos foram condenados, neste caso, a Polícia Civil obteve 100% de aproveitamento nesta ação. O foco da Operação Clone foi a repressão de 03 organizações criminosas atuantes na região, especializadas na prática de crimes patrimoniais como furtos, roubos a veículos e residências, receptação; contra a fé pública a exemplo de falsidade documental, falso reconhecimento de firma, adulteração de sinal identificador de veículos; contra o Estatuto do Desarmamento como porte, comércio e fornecimento ilegal de arma de fogo, e Lei Antidrogas como o tráfico de entorpecente.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais