Polícia diz que troca de carro foi motivação para filho matar o pai a facadas em Ariquemes, RO

Corpo foi escondido dentro da despensa de uma residência. Suspeito pegou o carro da vítima sem autorização e o entregou em uma loja de revenda.

0
Real Turismo

A troca de um carro foi a motivação para que um homem, de 26 anos, matasse o próprio pai a facadas em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. A informação foi repassada pela Polícia Civil do município nesta sexta-feira (6). O suspeito assumiu a autoria do crime contra a vítima, que tinha 52 anos.

O corpo foi encontrado na manhã do dia 14 de novembro na despensa da residência onde a vítima morava, no Setor Rota do Sol. De acordo com o delegado Rodrigo Camargo, que conduz as investigações, a descoberta aconteceu após a apreensão do aparelho telefônico do suspeito, que passou por análise.

Nele, a polícia encontrou provas de que o filho pegou o carro do pai e entregou em uma garagem com objetivo de cobrir a diferença de um veículo que havia se interessado.

“O verdadeiro motivo, acreditem, e isso são as provas uníssonas e veementes no inquérito, que o suspeito matou o próprio pai em razão de ter pego o carro do pai e entregue para uma garagem para que adquirisse um novo veículo”, reforçou Camargo.

Ainda conforme a corporação, o suspeito arrombou a porta do quarto da vítima, pegou a chave do veículo e levou o carro ao estabelecimento para fazer a troca. O pai, então, procurou pelo filho na empresa onde ele trabalhava.

Sabendo que o pai foi até seu trabalho, o suspeito solicitou que o chefe pedisse para que a vítima retornasse à casa, sendo assassinada na sequência.

Entenda o caso

No dia 14 de novembro, o irmão da vítima informou à Polícia Militar (PM) que o homem estava desaparecido há pelo menos cinco dias e que, ao ir à residência do irmão, encontrou vestígios de sangue no esgoto do imóvel.

Os policiais foram até o local e encontraram manchas de sangue em outras partes da casa, além de indícios de uma tentativa de lavar o sangue em uma área nos fundos do terreno.

Acompanhados por familiares da vítima, os policiais revistaram a casa e arrombaram a porta de uma despensa, que estava trancada com cadeado e correntes, onde encontraram o corpo enrolado por um lençol. Ainda segundo o boletim de ocorrência, o filho da vítima se mostrou indiferente com a cena.

A Polícia Técnica Científica (Politec) realizou a perícia e constatou que a vítima foi atingida por golpes de faca, sendo dois no peito e um nas costas. Testemunhas informaram que a vítima havia comentado alguns dias antes que caso algo acontecesse com ele, seria por ação do filho, já que os dois haviam tido desavenças.

O suspeito foi levado à delegacia, onde confessou o homicídio e informou onde estava a arma utilizada para matar o pai.

por G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais