Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
17
set
2020

Prefeito de Espigão do Oeste diz que tentará reclassificação para não fechar comércio

DCIM100MEDIADJI_0212.JPG

A Portaria Conjunta de número 18 da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) reclassificou, segundo critério do Plano de Ação Todos por Rondônia, seis cidades à fase I que determina que somente as atividades essenciais podem ser abertas. Dentre esses seis municípios reclassificados está Espigão do Oeste.

Os dados que determinaram a reclassificação são de antes do dia 28, e por isso, hoje, quinta-feira (03), completam-se sete dias, que é o tempo necessário para que seja feita uma reanalise dos casos para se proceder com a reclassificação do município novamente casos os dados sobre a Covid-19 sejam favoráveis.

O prefeito de Espigão disse que já se reuniu com a secretária de saúde do município e que já montou relatório para ser enviado à junta de analise que gerencia o Plano de Ação do Governo.

“Nós estamos preocupados com esse fechamento da maior parte de nosso comércio, pois além de termos o problema de doentes e mortos por causa do Coronavírus, teremos desaquecimento da economia, desemprego, queda na renda e isso muito nos preocupa, por isso estamos solicitando essa reclassificação”, ponderou o prefeito Nilton Caetano.

Segundo a secretária de saúde, os dados que tem para apresentar ao governo são bastante favoráveis ao município.

“O índice de crescimento de casos ativos no nosso município está declinado. Mas não é porque isso esteja acontecendo que significa devamos deixar de nos preocuparmos com em manter os cuidados necessários à evitar o contágio e disseminação da doença”, ponderou a secretária Luciana Souza.

Caos

Espigão  tem, segundo o último Boletim da Sesau, 482 casos confirmados, 455 curados, e contabiliza 8 mortes. Os casos ativos são 27.

Fonte: Diário da Amazônia

Notícias Relacionadas