Publicidade

Publicidade

Publicidade

Projeto da Fiocruz Rondônia amplia debate sobre participação feminina na ciência e tecnologia

0
Real Turismo

Com programação diversificada, o projeto “Mulheres e Meninas na Ciência de Rondônia – um elo entre o passado e o futuro” despertou o interesse de meninas estudantes da rede pública de ensino, para a pesquisa científica.

A iniciativa foi desenvolvida na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Daniel Neri da Silva, localizada na zona Leste de Porto velho, e levou exposição de banners sobre a trajetória de mulheres cientistas pioneiras no Brasil e no mundo, além de exibição de filmes, documentários, mesas redondas, e apresentações de projetos de pesquisa realizados por alunas de pós-graduação e pesquisadoras da Fiocruz Rondônia.

Para Nyuara Marinho, estudante do 2º ano do ensino médio, que sonha formar-se no curso de Medicina, o projeto “trouxe a oportunidade de adquirir novos conhecimentos, e despertou entre os colegas o interesse por assuntos que normalmente não são vivenciados em sala de aula”, destacou.

A escola Daniel Neri da Silva atende mais de 1.600 estudantes, em três turnos, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA). O diretor da instituição, professor Mábio Garcia dos Santos, ressaltou a importância da parceria com a Fiocruz RO, para a execução de iniciativas que envolvam a comunidade em torno da produção científica.

“Toda a comunidade escolar ganha com projetos desta natureza, uma vez que despertar o interesse científico, entre os alunos, é um grande desafio para as escolas públicas na atualidade, e, certamente, novos alunos serão atraídos em atividades futuras”, argumentou o diretor.

O projeto “Mulheres e Meninas na Ciência de RO” foi organizado por mulheres do Laboratório de Entomologia e vice-coordenação de Ensino, Informação e Comunicação e contou com a participação de alunas de pós-graduação e pesquisadoras de outros laboratórios da Fiocruz RO.

A pesquisadora em Saúde Pública, Genimar Rebouças Julião, chefe do Laboratório de Entomologia, ressaltou a importância do evento para a conscientização das participantes sobre o papel da mulher na sociedade contemporânea, afirmando que “por meio das experiências de mulheres cientistas do passado, essas estudantes podem enxergar que são capazes de ajudar a escrever o futuro”.

Dando continuidade a programação, nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro, estudantes que foram sorteadas durante o evento poderão conhecer os laboratórios da instituição e interagir com as pesquisadoras.

Fonte: Governo de Rondônia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais