Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
09
abr
2021

Protocolo de inseminação artificial para melhoramento genético do rebanho bovino vai ser implantado em Parecis

O Governo de Rondônia, por meio da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO), iniciou nesta semana a adoção do protocolo de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF). Trata-se de uma técnica em que são determinados tanto o dia como o horário em que as vacas deverão ser inseminadas. Neste primeiro momento, serão realizados 3.200 protocolos de inseminações artificiais em tempo fixo nos municípios de Parecis, Cabixi, Vale do Paraíso, Nova Mamoré e Corumbiara.

O gestor do projeto “Melhoria dos Serviços de ATER por meio da Tecnologia de Inseminação Artificial em Tempo Fixo – IATF”, Alexandre da Silva Aguiar junto ao gerente regional da Emater no Território Rio Machado (Região do Café), Samuel Guedes, estiveram nesta quinta-feira (8) visitando o município de Parecis, um dos contemplados pelo projeto. “Ao todo, serão 640 protocolos por município. É um projeto piloto e a inseminação será feita com sêmen de touros da raça girolando. Já podemos notar os produtores rurais empolgados e ansiosos por mais esta ação do Governo de Rondônia”.

O melhoramento genético está entre as estratégias indispensáveis para tornar o rebanho mais eficiente. A inseminação artificial é uma das melhores alternativas para melhorar a qualidade do rebanho leiteiro. Desta forma, é possível garantir uma produção de leite mais homogênea e rentável. “A ideia é executar esses procedimentos para levar melhoramento genético para a produção leiteira. Tem produtores que não conseguem investir nesta área e o Governo está tornando isso possível”, destaca o gerente regional.

A adoção do protocolo visa o aumento da produção de leite nos municípios, com foco na segurança alimentar e nutricional e no bem-estar social dos produtores rurais contemplados. Os critérios para seleção dos beneficiários obedecerão todos os requisitos estabelecidos, sendo avaliados por médicos veterinários. A Emater irá selecionar propriedades nos municípios de Parecis, Cabixi, Vale do Paraíso, Nova Mamoré e Corumbiara, propriedades rurais assistidas pela Entidade que se encaixam nos critérios estabelecidos:

  • Propriedade rural nos municípios contemplados ou limítrofes;
  • Possuir até 4 módulos fiscais;
  • Possuir até 20 animais a serem inseminados com bom escore corporal e manejo sanitário das vacas adequados. Esta avaliação será realizada pelo médico veterinário;
  • Comprometer-se com a aplicação da contrapartida.

São critérios de desempate:

  • Residir na propriedade;
  • Ser produtor de leite;
  • Unidade familiar gerida por mulher;
  • Maior idade do beneficiário.

“Os produtores rurais que se encaixam nos critérios da seleção podem entrar em contato com os escritórios locais para fazer o cadastro. O objetivo é iniciar o mais breve possível ”, ressaltou Alexandre.

Os recursos para a implantação do projeto somam R$200 mil e são oriundos de emenda parlamentar do deputado estadual Francisco Mende de Sá Barreto Coutinho (Chiquinho da Emater).

Fonte: Governo de Rondônia

Notícias Relacionadas