Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
13
ago
2020

Rondônia e Acre alinham ações de desenvolvimento e segurança das fronteiras com a 17ª Brigada

Foi em Porto Velho que aconteceu a agenda conjunta do governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, e o governador do Acre, Gladson Cameli, que a convite do comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, general Luciano Batista de Lima, reuniram-se na segunda-feira (9) para discutir o enfrentamento dos desafios comuns aos dois estados, especialmente em relação à segurança das fronteiras e o desenvolvimento sustentável.

Rondônia e Acre possuem, juntos, 3.680 quilômetros de fronteira, e a missão comum de proteger essas áreas com ações preventivas e reprensivas. Assim também como desenvolver iniciativas integradas e compartilhamentos de boas práticas de assistência social às comunidades presentes nessas regiões de difícil acesso, assim, também, como ampliar e melhorar acessos terrestre e aéreo dos dois estados.

‘‘Nós, brasileiros, controlamos o nosso país, sabendo que as ações que vamos fazer em conjunto, envolvendo os governos do Acre, Rondônia, Exército, governo federal, é para proteger a nossa Amazônia e fazer com que a nossa população tenha o devido respeito’’, afirma o governador de Rondônia. ‘‘É muito importante essa união para marcamos presença nos locais mais distantes’’, reforça o governador do Acre.

Responsável pela defesa e cooperação para o desenvolvimento regional de Rondônia, Acre e Sul do Amazonas, a 17ª Brigada de Infantaria de Selva tem um planejamento de ações, a qual foi apresentada aos chefes do Executivo, e inclui  iniciativas como a criação do conservatório de música em Porto Velho, Operação Rondon e a doação de bustos de heróis dos estados .

‘‘Somente juntos vamos conseguir a proteção e o desenvolvimento sustentável da nossa Amazônia’’, considera o comandante.

A importância do trabalho integrado entre os governos e o Exército também foi discutida com a presença da primeira-dama de Rondônia e secretária da Assistência e Desenvolvimento Social (Seas), Luana Rocha, da primeira-dama do Acre, Ana Paula Cameli, e dos secretários de Segurança Pública de Rondônia, coronel José Hélio Cysneiros Pachá, e do Acre, coronel Paulo César.

RESPONSABILIDADE FISCAL

Além da segurança pública e desenvolvimento sustentável, o planejamento estratégico dos estados para promover melhorias à sociedade também discutiu e compartilhou boas práticas e medidas adotadas. O governador do Acre, que desde o início da gestão tem um alinhamento estreito com o governo de Rondônia para implementação de ações que beneficiem a população, destacou o trabalho na área econômica feito no comando do coronel Marcos Rocha, que tem alcançado resultados efetivos.

‘‘Reconhecemos o trabalho que o governador Marcos Rocha vem fazendo de contenção de gastos, e quero que sempre estejamos unidos para, junto ao governo federal, pedirmos um olhar especial para nossos estados, o que já está acontecendo’’, disse Cameli.

O governo de Rondônia conseguiu sair de 2019 com um orçamento deficitário no valor de R$ 420 milhões, e conseguiu alcançar esse ano o superávit orçamentário de R$ 370 milhões, o feito é considerado motivo de admiração pelos estados vizinhos e demais unidades federativas.

Fonte: Governo de Rondônia

Notícias Relacionadas