Publicidade

Publicidade

Seas anuncia proposta de ampliação da coleta seletiva em Rondônia ao receber pedido de apoio para Cerejeiras

0
Real Turismo

Para ampliar as ações do programa Cata Mais, que atende a cerca de quatro mil pessoas em Rondônia, o governo do Estado buscará apoio do governo federal, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), considerando os benefícios promovidos pela coleta seletiva do lixo, tanto para o meio ambiente quanto para a saúde da população, e a economia local com o que é produzido a partir dos materiais recicláveis. Foi o que disse a secretária e primeira-dama Luana Rocha ao receber na quarta-feira (17) a prefeita de Cerejeiras, Lisete Marth, que apresentou pedido para inclusão do município no projeto de coleta seletiva do Estado.

Lisete explicou que Cerejeiras já realiza a coleta seletiva e tem conseguido grandes avanços, utilizando caminhão 3/4, sacolas específicas, porém ainda falta construir um barracão para reciclagem e a estação de transbordo, que já foi licitada no valor de R$ 200 mil. Outra proposta é fazer a compostagem, que é transformar em adubo a matéria orgânica encontrada no lixo.

Além da coleta seletiva, que tem gerado renda para centenas de famílias, a secretária Luana, acompanhada do diretor técnico Bruno Afonso, adiantou que outros projetos estão sendo discutidos pela equipe da Seas para serem implementados com vistas a gerar impactos positivos na vida das pessoas assistidas, de forma que elas possam se desenvolver, tornando-se independentes do poder público, gerando renda e fortalecendo a economia do Estado. “Queremos fazer a diferença de fato na vida das pessoas”, afirmou a secretária, citando as mudanças que estão sendo feitas no programa Mãezinha Rondoniense, que estimula gestantes classificadas em situação de vulnerabilidade social (pobre ou extremamente pobre) a procurar o Sistema Único de Saúde (SUS) para realização do pré-natal e do acompanhamento através do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). As alterações incluem medidas a serem seguidas pela família com base no programa Criança Feliz, que tem por proposta reforçar os laços familiares para que a criança se desenvolva saudável e em ambiente seguro, sem violência.

A prefeita ainda elogiou a atuação da Seas, que através da equipe técnica está percorrendo todos os municípios com o intuito de monitorar os equipamentos que prestam serviços socioassistenciais dos programas federais em Rondônia referentes à proteção social especial, a exemplo dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Cras), Criança Feliz e Cadastro Único.

CUJUBIM

A secretária ainda recebeu em seu gabinete o prefeito de Cujubim, Pedro Marcelo Fernandes Pereira, o Pedro da Belo Horizonte, que entregou o projeto para construção do Cras no município, conforme foi pactuado em reunião da Comissão Bipartite (CIB).

Em Cerejeiras, conforme a Prefeita Lisete, os projetos para o Cras e Creas (Centro de Referência Especializado em Assistência Social) estão em fase de elaboração para serem entregues à Seas.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais