Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
14
jul
2020

Secretária denuncia agência bancária após passar mais de 5 horas esperando atendimento

Lei municipal é ignorada há vários anos pela instituição financeira

Mesmo exibindo em seus espaços dedicados ao atendimento dos clientes um cartaz com a lei municipal que fixa o tempo de espera na fila, o Banco do Brasil em Vilhena submeteu uma secretária de 42 anos a um exaustivo ritual de descaso nesta quarta-feira, 03. A mulher aguardou ser chamada numa das mesas da instituição financeira destinada ao atendimento de pessoas físicas, onde aguardou por mais de 5 horas.

Segundo relatou a própria ao FOLHA DO SUL ON LINE, através do WhatsApp, a secretária chegou à agência bancária às 9:30h, quando pegou sua senha. Às 14:42h, ainda havia outras 5 pessoas à sua frente. Detalhe: a denunciante pegou senhas mais próximas, deixadas por pessoas que resolveram ir embora por causa da demora.

De acordo com a entrevistada, pela manhã havia apenas duas pessoas fazendo o atendimento. À tarde, o número dobrou, mas a lentidão prosseguiu, e acabou agravada por uma outra atitude dos bancários: eles acionavam as senhas através do sistema eletrônico de chamadas, mas a maioria dos clientes já havia ido embora, irritados com a situação.

Estressada, a mulher sentou numa das mesas e pediu para ser atendida: “Passei quase meia hora esperando a boa vontade do funcionário do Banco, que demonstrava má vontade para me atender, mesmo sem mais ninguém na fila”.

Esse problema envolvendo o Banco do Brasil em Vilhena se repete há vários anos: em 2016, o site publicou reportagem denunciando o descaso com a lei municipal. A agência não se manifestou.

Notícias Relacionadas