Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
23
nov
2021

Segurança do paciente e controle de infecção em hospitais de Rondônia serão debatidos em eventos on-line

Durante os dias 2 e 3 de dezembro, das 8 às 17 horas, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) do Governo de Rondônia realiza de forma on-line, o 8º Encontro Estadual de Segurança do Paciente e, simultaneamente, o 4o Seminário Estadual de Controle de Infecção. O conteúdo programado será ministrado por equipes da Organização Nacional de Acreditação (ONA).

“São dois importantes eventos que visam difundir e ampliar a cultura de segurança e aumentar o número de hospitais cadastrados no Estado”, anunciou a coordenadora Estadual de Segurança do Paciente, Rosa Maria Ferreira de Almeida.

Dos 142 hospitais em funcionamento em Rondônia, 43 estão cadastrados na Agevisa. Reuniões para a formação de novos comitês de segurança do paciente nesses hospitais vêm sendo realizadas desde antes da pandemia, em 2020.

“Eventos que promovam a Segurança do Paciente no Estado, são sempre apoiados pela gestão; as unidades hospitalares devem promover uma assistência segura aos cidadãos rondonienses”, enfatizou o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima.

Segundo a ONA, diariamente, pacientes sofrem danos desnecessários à saúde. A Organização Mundial de Saúde (OMS) informa que 134 milhões de eventos adversos ocorrem a cada ano devido a cuidados inseguros em hospitais de países de baixa e média renda, contribuindo para 2,6 milhões de mortes a cada ano.

Para a gerente técnica da Vigilância Sanitária, Vanessa Ezaki, é urgente elevar a cultura de segurança do paciente no Estado: “Além do nosso apoio, a ONA tem respaldo nacional para discutir tais temas”, ela disse.

Entre os termas a serem abordados alinham-se:

? O que aprendemos com a pandemia;

? Segurança de pacientes em tempos de crise;

? Infecção relacionada à assistência à saúde;

? Indicadores de segurança do paciente e controle de infecção;

? Cuidado materno e neonatal seguro.

 

Fonte: Governo de Rondônia

Notícias Relacionadas