Publicidade

Publicidade

Senador Acir Gurgacz comemora início das obras na BR-319

As obras de recuperação da BR-319, do quilômetro 13 ao 198, de Porto Velho até Humaitá estão em pleno vapor. O anúncio foi feito..

0
Real Turismo

As obras de recuperação da BR-319, do quilômetro 13 ao 198, de Porto Velho até Humaitá estão em pleno vapor. O anúncio foi feito pelo senador Acir Gurgacz (PDT/RO), nesta quarta-feira (20), em pronunciamento no plenário do Senado Federal, comentando divulgação de vídeo publicitário do Governo Federal sobre a obra.

DNIT inicia obras de recuperação e reasfaltamento da BR-319

O senador comemorou a recuperação do asfalto no trecho entre Porto Velho e Humaitá, mas disse que a população da Amazônia aguarda a informação sobre o cronograma e o início das obras de reasfaltamento do trecho do meião da rodovia, do km 250 ao 655.

“Temos o compromisso do governo federal de que as obras de reasfaltamento do trecho do meião devam iniciar no ano que vem, e precisamos saber o cronograma de conclusão do processo de licenciamento e início das obras”, frisou Acir.

O senador disse ainda que a pavimentação desse trecho é estratégica para Rondônia, para todos os Estados da região Norte e para o Brasil, já que representa a integração rodoviária da Amazônia, ajudando os agricultores no escoamento de sua produção para mercados como Manaus, com muito mais rapidez e menor custo com a rodovia em condições de trafegabilidade.

“Com a conclusão das obras na BR-319, vamos estimular a produção de hortifrutigranjeiros em Rondônia, que serão levados outros mercados, além de auxiliar também na proteção da floresta, uma vez que com a rodovia pavimentada e em boas condições será mais fácil fiscalizar os possíveis crimes ambientais”, concluiu o senador.

Subcomissão Temporária sobre Regularização Fundiária

Acir também anunciou que na próxima sexta-feira, será realizada uma audiência na Subcomissão Temporária sobre Regularização Fundiária, para discutir, avaliar e apresentar metas e resultados efetivos das ações de regularização fundiária no Brasil, seus entraves e perspectivas.

O senador alertou para a importância de acompanhar e avaliar ações implementadas e metas atingidas até o momento, após a aprovação da Lei da Regularização Fundiária (Lei 13.465/2017), que trata da legalização de terras rurais, urbanas e no âmbito da Amazônia Legal, da liquidação de créditos aos assentamentos da reforma agrária, e de mecanismos para aprimorar a eficiência dos procedimentos de alienação de imóveis da União, entre outras ações.

Estarão presentes nesse debate representantes da Secretaria Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA); da Secretaria de Patrimônio da União do Ministério da Economia (SPU-ME); do Governo do estado de Rondônia; da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária de Rondônia (SEAGRI-RO); da Superintendência de Patrimônio e Regularização Fundiária do Estado de Rondônia; e da Confederação Nacional dos Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais.

por Assessoria
da Assessoria

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais