Publicidade

Publicidade

Publicidade

Serviço aeromédico garante atendimento mais rápido a bebê prematuro de Cacoal

0
Real Turismo

1-2

A necessidade do transporte aéreo de um recém-nascido prematuro levou mais uma vez de Porto Velho a Cacoal uma equipe do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Rondônia, no último domingo (22). O GOA tem como missão principal a remoção aeromédica de pacientes que precisam de transporte imediato.

O recém-nascido, de dois dias, diagnosticado com a doença membrana hialina, conhecida também como Síndrome da Angústia Respiratória, precisou ser transportado com urgência para a Capital, onde foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI Neonatal) do Hospital Infantil Cosme e Damião. Além dos dois pilotos oficiais do Corpo de Bombeiros, a criança foi acompanhada por dois médicos de Cacoal.

De acordo com o fisioterapeuta Egberto Luiz Felício Júnior, que acompanhou o embarque, a possibilidade de oferecer transporte aéreo garantiu maior segurança à vida do recém-nascido. “O transporte por terra oferecia grandes riscos ao bebê, que é prematuro e só tem apenas dois dias de vida. Este transporte aéreo nos garante mais segurança”, ressaltou o fisioterapeuta.

Criado em 26 de março de 2012, através da lei 2.669, o Grupamento de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros de Rondônia tem garantido o transporte aeromédico sempre que solicitado pelas unidades hospitalares de qualquer município de Rondônia. Uma equipe médica reguladora faz a triagem dos casos e a equipe do GOA realiza a remoção do paciente.

De acordo com o tenente-coronel, Lindoval Leal, que participou do transporte do recém nascido de Cacoal a Porto Velho, o GOA tem realizado, em média, um voo por dia, dentro de Rondônia; e duas viagens mensais para fora do estado. Essas ações são chamadas de Tratamento Fora de Domicilio (TFD), que consistem em transportar pacientes de Rondônia para receber tratamento especializado em outros estados. De acordo com o tenente-coronel Leal, em quase três anos do serviço já foram encaminhados pacientes para Barretos e São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Brasília (DF), São Luiz (MA), Goiânia (GO), entre outros estados brasileiros que oferecem tratamentos especializados.

MISSÃO

Oficiais realizam capacitações periódicas para agilizar atendimento médico em parceria com equipe da Sesau
Oficiais realizam capacitações periódicas para agilizar atendimento médico em parceria com equipe da Sesau

Comunicação – Serviço aeromédico garante atendimento mais rápido a bebê prematuro de Cacoal – Governo do Estado de Rondônia

Para o tenente Philipe Maia, comandante do GOA, e que também participou do transporte do recém nascido, é recompensador poder desempenhar sua missão dentro do Corpo de Bombeiros de Rondônia. “O nosso trabalho é muito gratificante. Conseguimos alcançar pessoas que têm dificuldade de acesso e locomoção, e que se não pudessem contar com o transporte aéreo de urgência e emergência oferecido pelo governo estadual poderiam correr grandes riscos. É muito bom quando ganhamos abraços, mensagens de agradecimento e até mesmo presentes por um trabalho que realizamos com todo o comprometimento e satisfação”, ressaltou.

Bombeiro desde 2010, o piloto tenente Maia faz parte do GOA desde sua fundação e afirma já ter repassado seus conhecimentos para os alunos dos cursos de formação para pilotos oferecidos pelo governo de Rondônia, através do Corpo de Bombeiros.

Segundo ele, em 2013 foi oferecido o 1º Curso Teórico de Piloto Privado de Avião e Helicóptero, pela própria Corporação. Ao todo, 10 oficiais participaram da parte teórica. Já em 2014, dois oficiais, o capitão Luiz Eduardo Oliveira Firmino e o tenente Hugo Rios de Larrazábal, deram continuidade, realizando a parte prática em Campo Grande (MS), com duração de três meses, e carga horária de 315h.

Desde sua criação, o GOA já realizou mais de 1.300h de voos e atendeu a mais de 1.200 pacientes. Com o objetivo de aumentar e fortalecer o serviço prestado pelo Grupamento de Operações Aéreas, o Corpo de Bombeiros de Rondônia ainda pretende adquirir mais aeronaves, além de melhor preparar a equipe, atualmente composta por seis pilotos oficiais do Corpo de Bombeiros, 12 tripulantes operacionais e ainda mecânicos e enfermeiros. O Grupamento conta com três aeronaves, sendo dois bimotores e um monomotor. Através de um acordo de cooperação, o Corpo de Bombeiros conta ainda com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que custeia o combustível e disponibiliza a equipe médica, enquanto o CBM fornece as aeronaves e tripulação.

Comunicação – Serviço aeromédico garante atendimento mais rápido a bebê prematuro de Cacoal – Governo do Estado de Rondônia

Em média, o Grupamento realiza um voo por dia, dentro de Rondônia; e duas viagens mensais para fora do estado
Em média, o Grupamento realiza um voo por dia, dentro de Rondônia; e duas viagens mensais para fora do estado

Ainda de acordo com o tenente-coronel, Lindoval Leal, por se tratar de um município polo em saúde, devido ao Hospital Regional, Cacoal é hoje o que mais conta com ações do Grupamento de Operações Aéreas, que nesses quase três anos já realizou 48 missões aeromédicas para essa cidade,  atendendo a 53 pacientes. Desse total, foram 14 recém-nascidos e sete crianças com idades entre um e 10 anos.

UTI PEDIÁTRICA

Em visita recente ao Hospital Regional de Cacoal, o governador Confúcio Moura anunciou que até o final de março será aberta a UTI Pediátrica, que atenderá crianças a partir de um ano e a adolescentes até os 15 anos de idade. A princípio serão oferecidos 7 leitos, mas a expectativa é ampliar para 10. Com isso, o governo dobrará o número de leitos de UTIs Pediátricas disponíveis no estado.

Após a instalação da UTI Pediátrica, o próximo passo importante a ser dado no Hospital Regional é a instalação da UTI Neonatal, cujos equipamentos estão sendo adquiridos, segundo a Diretoria da unidade.


Fonte
Texto: Giliane Perin
Fotos: Giliane Perin
Decom – Governo de Rondônia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais