Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
27
Maio
2020

Sete pessoas são presas na blitz da Operação Lei Seca em Porto Velho

Cinco homens e duas mulheres foram presos por embriaguez na direção durante Operação da Lei Seca realizada na madrugada desta sábado (14), na avenida Sete de Setembro, Centro de Porto Velho. A blitz foi executa pela Companhia Independe de Trânsito da Polícia Militar (PM) juntamente com o Departamento de Trânsito de Rondônia (Detran-RO). Em outro caso um jovem de 23 anos causou um acidente por dirigir embriagado.

Em um dos casos, uma oficial da PM foi presa na blitz, a mulher se recusou a fazer o teste do bafômetro, porém informou aos policiais que havia ingerido bebida alcoólica. O oficial de plantão do Departamento de Polícia (DP), a qual a oficial pertence, foi acionado pelos policiais. Logo depois ela foi levada a Central de Flagrantes. Outras duas pessoas também se recusaram a fazer o teste na blitz.

De acordo com a PM, um motorista de 23 anos foi preso após causar um acidente na avenida Raimundo Cantuária com rua Panamá. Segundo o boletim de ocorrência, o jovem colidiu com outro veículo e uma das passageiras se machucou. A PM foi acionada pelo outro motorista envolvido na colisão que solicitou o teste do bafômetro. Já no do jovem que causou o acidente também realizou o teste do bafômetro que apontou 0,89 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

Todos os motoristas presos por embriaguez na direção foram levados a Central de Flagrantes.

Lei Seca
É considerado crime quando o motorista é flagrado conduzindo veículos com índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

A pena pode variar de 6 meses a 3 anos de detenção, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece multa de R$ 1.915,40, além de 7 pontos na carteira. Os condutores também têm a CNH apreendida. Se o motorista tiver cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores, o valor da multa é dobrado.

Notícias Relacionadas