TCE aponta irregularidades nas despesas com Futebol Profissional; ex-prefeito Célio foi responsabilizado

O ex-prefeito Célio foi responsabilizado juntamente com o ex-secretário Juarez e a Associação Escolinha de Futebol Esperança.

Real Turismo

O Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, apontou irregularidades no convênio feito pela Prefeitura Municipal de Espigão do Oeste com a Escolinha Esperança.

Segundo consta no relatório do conselheiro Paulo Curi Neto DM-GCPCN 0335/2017, o ex-prefeito Célio Renato da Silveira juntamente com o ex-secretário de esportes Juarez de Oliveira Alves e a Escolinha Esperança, praticaram ilegalidades nos repasses que foram feitos a entidade.

O relatório aponta que entre 2009 e 2012 a promoção social do esporte entre jovens e crianças do município, foi preterida em razão do desvio de finalidade no patrocínio ao Esporte Clube Espigão, que participou do campeonato estadual profissional.

A recomendação ao atual prefeito Nilton Caetano de Souza, é que estabeleça requisitos e critérios mínimos para realizar parcerias com entidades privadas sem fins lucrativos, além de estabelecer um normativo para que essas entidades apresentem relatórios detalhados sobre a execução de projetos e liquidação das despesas.

Na época Espigão do Oeste foi campeão estadual de futebol e participou da primeira fase da Copa do Brasil no ano seguinte.

O relatório do Tribunal de Contas em partes reforça as ações de improbidade propostas pelo Ministério Público de Espigão do Oeste.

Veja parte do relatório do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia abaixo:

por Portal Espigão
da Portal Espigão

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais