Compartilhe
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
02
jul
2020

Três parlamentares de Rondônia votaram contra a devolução da sobra do Fundo Partidário que poderia ser usado na Saúde, Educação e Segurança

O plenário da Câmara Federal, votou ontem (02/04) uma emenda do deputado Marcel Van Hattem (NOVO-RS) ao Projeto de Lei 1321/19, que tinha por objetivo permitir que partidos políticos tivessem autorização para devolver recursos das sobras do Fundo Partidário para o Tesouro Nacional, a emenda foi rejeitada por 294 votos a 144.

Seis parlamentares de Rondônia estavam presentes na sessão; Expedito Netto (PSD), Silvia Cristina (PDT) e Jaqueline Cassol (PP) votaram contra a emenda.

A favor da emenda votaram os parlamentares; Mariana Carvalho (PSDB), Leo Moraes (PODEMOS) e Mauro Nazif (PSB).

O partido NOVO divulgou em suas redes sociais que em 2019 irá receber R$ 24 milhões de dinheiro público, e não irá usar nem um centavo desse recurso, contudo com a reprovação da emenda ficará também impedido de devolver o montante para o Tesouro Nacional.

Em sua conta no Instagram João Amoedo diz (veja aqui) que a legislação impede que os recursos sejam devolvidos para aplicação em educação, segurança e saúde. E que a emenda poderia ser a solução para o impasse, contudo foi rejeitada pelo congresso.

Veja abaixo como votou os deputados de Rondônia:

Notícias Relacionadas