Publicidade

Publicidade

Vilhena e Genus duelam no jogo de ida pela semifinal do Rondoniense

Real Turismo

Time da casa vai contar com o apoio da torcida para tentar abrir vantagem

[divider]

Por GLOBOESPORTE.COM
Porto Velho

Vilhena e Genus entram em campo neste domingo, 12, a partir das 18h15 (local) pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Rondoniense 2013. O palco do primeiro confronto é o Portal da Amazônia, onde o Lobo do Cerrado não perde desde 2011 – quando enfrentou o Espigão na semifinal do Estadual. É contando com esse retrospecto positivo e o apoio da torcida, que o time da casa vai encarar a equipe da capital, que terminou a primeira fase da competição como vice-líder.

Será a tradição de quem já conquistou três títulos contra a determinação de quem busca o primeiro. O Vilhena teve problemas dentro e fora das quatro linhas durante o campeonato, entretanto, mais uma vez disputa a semifinal. Já o Genus, ainda na pré-temporada, também precisou driblar situações inusitadas, como por exemplo, a desistência do técnico Ionay da Luz e a falta de estádio para mandar os jogos em casa. Porém, sob o comando de Neneca e mandando as partidas cerca de 200km distante da torcida, o time se destacou com o melhor ataque do campeonato.

header as escalações 2 (Foto: arte esporte)

Vilhena – O time da casa pode entrar em campo com: Rocha; Paulo; Luiz Gustavo e Tyron; Alex, Valtinho, Emerson, Cucaú e Edilsinho; Edymar (Thiago Pit Bull) e Cabixi.

Genus – A provável escalação do Genus é: Marlon; Dudu; Boka (Guina) e Vagner Leonardelli; Anderson; Quintino, Leandro, Fabrício, Marabá; Marcos Canhoto (Oscar) e Careca.

header quem está fora (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)

Vilhena – Thiaguinho, Bahia e Adelar cumprem suspensão por cartões; Celinho e Pit Bull estão no DM e Ataliba pediu dispensa por motivos pessoais.

Genus – Alfredo por lesão. Guina e Marcos Canhoto estão no DM e são dúvidas para a partida.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

O árbitro responsável pelo jogo é Sidnei Pereira, auxiliado por Márcia Caetano e Célio Silva Santos. Jurandir Lico de Camargo é o 4º árbitro da partida.

header o que eles disseram (Foto: arte esporte)

Birigui, técnico do Vilhena – “Estou muito preocupado com os desfalques. Provavelmente teremos que completar o banco de reservas com alguns meninos da base. Além disso, o Genus é uma equipe muito forte. Daremos o nosso melhor”.

Neneca, técnico do Genus – “É complicado jogar no Portal (estádio). Esperamos uma partida dífícil, pois estaremos diante de uma equipe de tradição. Mas será uma ‘briga boa’, porque o Genus está preparado fisicamente e psicologicamente para o jogo”.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais