Publicidade

Publicidade

Publicidade

Workshop em Arranjos Produtivos Locais é realizado em 11 regiões de Rondônia

0
Real Turismo

Finalizou nesta quarta-feira (25) o Workshop em Arranjos Produtivos Locais, com 11 edições nas 10 regionais de Rondônia para diagnosticar e mapear os APL’s de cada região. Realizado pela Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) e a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), e o apoio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), o evento permitirá o direcionamento das políticas públicas de desenvolvimento regional.

O workshop integrou diversos profissionais que atuam com as políticas públicas para fazer uma análise com orientação metodológica dos perfis e necessidades dos APLs com a finalidade de construir propostas de intervenção para promover o desenvolvimento.

Além da Sedi, participaram entidades do governo, tanto estadual quanto municipal, como Sepog, Seagri, Agevisa, Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-Ro), Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep), Superintendência de Turismo (Setur), Secretaria Estadual do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), prefeituras, câmaras legislativas, a Assembleia Legislativa de Rondônia (Ale-Ro), Ministério Público de Rondônia (Mp-Ro), Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia (Fapero), instituições de pesquisa, como o Instituto Federal de Rondônia (Ifro) e a Universidade Federal de Rondônia (Unir), associações e cooperativas, agroindústrias, pequenos agricultores, representantes do setor privado, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) e outros representantes do poder público.

O evento começou nos dias 8 e 9 de julho, em Porto Velho, e passou pelas regionais de Vilhena, Cacoal, Rolim de Moura, São Francisco do Guaporé, Ji-Paraná, Ouro Preto, Jaru, Ariquemes, Guajará-Mirim e Extrema de Rondônia, distrito de Porto Velho.

Segundo Marcus Vinícius Cardoso, coordenador de desenvolvimento de micro e pequenas empresas da Sedi, essa é uma forma de reconhecer as condições de produção e necessidades que os APL’s possuem. “A atenção a segmentos de menor produção, além de outros mais expressivos, permitirá uma nova perspectiva de desenvolvimento, mais sistêmico e preciso, com inclusão de mais regiões e de mais beneficiários nas políticas públicas, além, claro, da relação entre os organismos governamentais e as instituições de ensino e pesquisa no planejamento econômico, social, cultural e ambiental do Estado”.

por Secom
da Secom

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais