Publicidade

Publicidade

Zé Gato – Décio Lagares Critica Saúde Pública

Real Turismo

Décio Lagares, acompanhou de perto o caso do José Alves da Silva, o Zé Gato, em conversa com a redação, o mesmo informou que esteve na cidade de Cacoal dias atrás, onde teve uma reunião com o Promotor de Justiça daquela cidade, que na ocasião, tinha alertado quanto ao atendimento prestado pelo Hospital de Base, onde segundo o vereador, Zé Gato teve que esperar mais de 1 mês para fazer um procedimento cirúrgico, por conta da fratura que sofreu no acidente de trânsito em Espigão do Oeste.

Segundo Décio parece existe uma má vontade por parte do Hospital Regional para agilizar os procedimentos ortopédicos naquela cidade. “Tomará Deus que esteja errado, mais a impressão que dá, é que alguém vem ganhando com todo esse atraso nas cirurgias ortopédicas, hoje é do conhecimento de todos, que qualquer cirurgia desta natureza por menor que seja não sai por menos de R$ 5.000… R$ 6.000 reais, e que não são todos que aguentam ou precisam esperar a boa vontade do governo.” Disse o vereador.

O vereador disse ainda que vai marcar ainda hoje ou amanhã uma reunião com o promotor que o recebeu naquela oportunidade, para se preciso denunciar os responsáveis, visto que o Zé Gato ao que tudo indica faleceu na madruga do Sábado e somente ontem segunda-feira(20-05) é que a família veio ser avisada, o que impossibilitou que o corpo do Zé fosse velado, uma vez que o mesmo já se encontrava em estado de composição como afirmou o irmão do Zé Gato.

[row][span10]

Da Redação: Zé Gato aguardou por mais de 30 dias para fazer o procedimento cirúrgico, ele que foi vítima de um acidente aparentemente corriqueiro de trânsito, veio

Foto do Google Imagens
Foto do Google Imagens

óbito ao que tudo indica por talvez uma deficiência da Saúde Estadual. E o Excelentíssimo Governador faz questão de dizer aos quatro cantos por onde passa que esta mesma Saúde, vem passando por melhoras jamais vistas em outra época em Rondônia, mas quando fatos como este acontecem a verdade parece cair sobre a cabeça daqueles que pregam o contrário. A Saúde em Rondônia e deficiente sim, é precária, faltam médicos, e este ultimo quesito, além de faltar em quantidade, é pior porque a maior falta é em qualidade,  os números apresentados pelo Senhor Confúcio Moura aqui mesmo em Espigão do Oeste parecem não serem condizentes com a realidade, basta visitar as Unidades Mistas da região que será possível constatar a realidade vivenciada por aqueles que por falta de condição financeira como era o caso do José Alves, é de longe diferente dos números do Governo.
Estas pessoas sofrem nos corredores dos hospitais, em filas e listas de espera vendo passar talvez os últimos dias de suas vidas a mercê de um sistema que só funciona no papel. Zé Gato poderá ter sido mais uma vítima da incompetência e irresponsabilidade do sistema nacional de Saúde e em especial da Nova Rondônia.[/span10][/row]

Autor/Fonte: Portal Espigão

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarVeja Mais